O contrato social em jean jacques rousseau

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 136 (33823 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FILOSOFIA, PARA SE APRENDER!

"Tenho pensamentos que, se pudesse revelá-los e fazê-los viver, acrescentariam nova luminosidade às strelas, nova beleza ao mundo e maior amor ao coração dos homens." Fernando Pessoa

• “Adianto aos leitores de meu blog, que ele deve ser lido pausadamente, é de que não conheço a arte de ser claro para quem não deseja ser atento."
[pic] 
• "Se vocêtivesse acreditado nas minhas brincadeiras de dizer verdades, teria ouvido muitas verdades que insisto em dizer brincando... Falei, muitas vezes, como um palhaço, mas nunca desacreditei da seriedade da plateia que sorria." Charles Chaplin

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010
O CONTRATO SOCIAL EM JEAN-JACQUES ROUSSEAU, monografia
INTRODUÇÃO


Quero indagar se pode existir, na ordem civil,alguma regra de administração legitima e segura, tomando os homens como são e as leis como podem ser (ROUSSEAU, 1987, p. 21).


Jean-Jacques Rousseau inicia a obra Do Contrato Social questionando se pode existir alguma forma de administração que seja segura para os homens como são e, partindo das leis, como podem ser. Com esta indagação ele se diferencia de outros autores, como Montesquieu, queno Espírito das Leis, apresentou-as como existentes antes dos homens. Rousseau parte da realidade do homem para pensar a lei. Para entender as teses centrais deste autor, esta monografia foi construída em três capítulos: breve contexto histórico do autor, constituição do pacto social e o problema da manutenção deste. 
O primeiro capítulo apresenta parte do contexto histórico em que viveu o autor eum pouco de sua vida pessoal. Do ponto de vista intelectual, duas presenças influentes na obra de Rousseau foram os filósofos Dênis Diderot e David Hume. Estes, sem dúvida, ajudaram a construir as bases do seu pensamento político. Este primeiro capítulo situa a obra rousseauniana na linha do tempo de forma a possibilitar sua melhor compreensão.
Já o segundo capítulo introduz a compreensão do atoa partir do qual gerou o “pacto social”. Rousseau apresenta esta passagem de forma clara e objetiva. O “estado de natureza”, onde todos viviam antes do contrato, é uma suposição do autor, isto é, não tem registros históricos. Este pacto foi realizado para garantir a conservação da espécie humana e são vários os mecanismos que garantem a sua legitimação como, por exemplo, o poder da vontade geral,a constituição do soberano e a concepção das leis a partir de uma convenção. 
O terceiro capítulo compreende as formas de governo e os mecanismos de manutenção do Estado. Rousseau afirma que a forma de governo deve ser escolhida a partir do povo a ser governado. Para ele, a lei e a segurança do povo devem ser observadas acima de tudo, mesmo quando o Estado corre o risco de se degenerar. 
Como onosso objetivo foi apresentar as idéias centrais do Contrato Social, e não a obra por inteira, não se fez necessário trabalhar todos os aspectos contidos no texto, pois as partes de maior relevância estão contidas nesta monografia. Apesar de Rousseau ter vivido três séculos antes de nosso tempo, podemos identificar alguns aspectos da sua teoria que fizeram a sociedade perseverar até a atualidadecomo, por exemplo, a necessidade de certas convenções que justificam a nossa vida em comum. 

CAPÍTULO 1
ROUSSEAU: UM PERCURSO INTELECTUAL

Jean-Jacques Rousseau nasceu em Genebra, na Suíça, em 28 de junho de 1712. O pai, Isaac Rousseau, filho de uma dinastia que viera de Paris e da Sabóia e se refugiou na cidade de Calvino durante as guerras religiosas na França do século XVI, é um artesão ea mãe, Suzanne Bernard, morre no momento do parto. Durante muito tempo, pai e filho, em uma espécie de veneração, liam diariamente romances que ela deixou. Estes romances foram lidos rapidamente, mas deixaram marcas profundas na personalidade de Jean-Jacques. Sete anos depois, pai e filho liam os livros da biblioteca do pai de Suzanne, onde encontraram outros tipos de obras: História da Igreja...
tracking img