O contexto social como fator causal da insatisfação corporal em adolescentes na contemporaneidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2936 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O CONTEXTO SOCIAL COMO FATOR CAUSAL DA INSATISFAÇÃO CORPORAL EM ADOLESCENTES NA CONTEMPORANEIDADE

Flávia Bruna dos Santos Costa*

RESUMO: A insatisfação corporal tem se traduzido em um comportamento característico dos adolescentes na contemporaneidade. É um fator que se relaciona especificamente com a autopercepção e autoimagem do sujeito interferindo por isso em sua autoaceitação.Processo formado por diferentes aspectos, tais como a influência da família, a escola, o meio social, a idade, a raça, o gênero e os aspectos físicos.

PALAVRAS-CHAVES: insatisfação, imagem corporal, adolescência, sociedade.

INTRODUÇÃO:
O presente artigo vem tratar de um problema que tem se tornado cada vez mais visível: a insatisfação corporal em adolescentes. Tem como tema central: opapel ideológico da sociedade contemporânea sobre a insatisfação dos adolescentes com a imagem corporal e tem como questão orientadora: qual a relação causal do contexto social contemporâneo sobre a insatisfação corporal entre os adolescentes?
Atualmente as pessoas estão cada vez mais preocupadas com questões relacionadas ao corpo, peso e aparência. Consequentemente estão também mais insatisfeitascom a forma física que possuem. Isso tem acometido principalmente os adolescentes e tem se tornado um grande problema, visto que é o fator responsável por transtornos físicos e psicológicos.

RELAÇÃO CORPO E INSATISFAÇÃO NA CONTEMPOREINIDADE

Na contemporaneidade a sociedade tem se caracterizado por uma cultura que elege a aparência física como fonte de identidade. Através da mídia queveicula propagandas com imagens de corpos ideais, voltadas principalmente ao público adolescente, propagando entre eles um modelo de imagem corporal considerado perfeito possível de se concretizar em qual qualquer um.
Consequentemente os adolescentes se distanciam cada vez mais do seu corpo real e sob essa perspectiva passam acreditar que só serão aceitos pelos outros se seu corpo estiver de acordocom os padrões estabelecidos, o que acaba acarretando alterações na percepção do corpo, insatisfação com o peso acompanhados de sentimento de inferioridade e incapacidade. (ANDRADE; BOSI, 2003; CONTI; FRUTUOSO; GAMBARDELLA, 2005 apud MARTINS; NUNES; NORONHA, 2008, p.95).
A insatisfação remete a discrepância entre a percepção da imagem real do sujeito e a que é idealizada por ele, o sujeito namaioria das vezes ao desenvolver tal sentimento não se refere à forma como se vê diante do seu peso real, mas, sim à expectativa que tem para seu peso. Essa discrepância culmina em atitudes e comportamentos, associados à baixa confiança, baixa autoestima, vergonha e outros problemas psicológicos, podendo resultar em graves consequências físicas e psicológicas.
Conforme Beling (2008) na culturaocidental o corpo magro corresponde ao ideal de beleza desejado e buscado por grande parte das mulheres. Elas constituem o principal público ao qual se destina a indústria da beleza de forma especial os cosméticos e as cirurgias estéticas. Ser magra significa ser atraente saudável e competente enquanto que o excesso de peso associa-se com desmotivação e falta de cuidado pessoal.
As mulheres tendem asofrer mais com a insatisfação corporal já que a cobrança social com a aparência entre elas é maior. Emagrecer torna-se uma necessidade á aceitação social, fazendo crescer entre as mulheres a adoção de comportamentos de risco, tais como dietas não orientadas, uso indiscriminado de medicamentos, diuréticos e laxantes e a prática exagerada de exercícios físicos. São elas as principais vítimas dostranstornos alimentares objetivando chegar ao corpo magro difundido como ideal na contemporaneidade.
Conforme Gillini (1998), citado por Beling (2008) o ato de emagrecer tem tornado-se uma questão de estética ao invés de saúde constituindo um agravante que de forma confusa e arbitrária é associado à admiração e poder. Dessa forma, ser magro na cultura atual significa ser bonito, ser amado, ser...
tracking img