O comportamento dos principais índices de preços da economia brasileira no período 1999-2005: evidências da impropriedade do igp como “medida síntese da inflação nacional”

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 39 (9544 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Título: O Comportamento dos Principais Índices de Preços da Economia Brasileira no
Período 1999-2005: evidências da impropriedade do IGP como “medida síntese da inflação
nacional”
Autores:
José Roberto Ribeiro (UNICEP)
Centro Universitário Central Paulista
Luciana Togeiro de Almeida (UNESP)
Departamento de Economia da Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara
Mário Ferreira Presser(UNB)
Instituto de Relações Internacionais da Universidade de Brasília
Resumo: A análise apresentada neste artigo sobre o comportamento dos índices de preços da
economia brasileira corrobora a hipótese de que, ao menos no período recente, o IGP/FGV-RJ, em
suas várias modalidades, tornou-se um indicador enviesado da evolução dos preços. Entre 19992005, o IGP acusou variações de preços muitosuperiores as dos demais índices de preços apurados
por diversas instituições brasileiras. Identifica-se o IPA - que tem peso de 60% na composição do
IGP - como sendo o grande responsável pelo comportamento anômalo do IGP. A não convergência
entre a inflação acumulada pelo IPA e o IPCA no período 1999-2005, evidenciada pelos testes
econométricos aqui aplicados, comprova a hipótese acima,fortalecendo a tese de que o IGP teria
deixado de cumprir o seu auto-declarado papel de “medida síntese da inflação nacional”. Os efeitos
das flutuações cambiais têm sido acentuadamente mais fortes sobre o IGP do que em relação aos
IPCs. Apesar das atualizações realizadas em seus componentes, a estrutura de ponderação do IGP,
que remonta à década de 1940, mostrou-se ultrapassada e inadequada para umaeconomia que optou
pelo regime de livre flutuação do câmbio e promoveu uma substancial liberalização comercial e
financeira, como é o caso da economia brasileira.
Abstract: The analysis presented in this article about the performance of the prices indexes of the
Brazilian economy corroborates the hypothesis that the General Index of Price (IGP/FGV-RJ),
considering its all modalities, became abiased index of Brazilian prices. In the period 1999-2005,
the prices changes measured by the IGP were well above those accused by the other indexes of
prices provided by several Brazilian institutions. The Index of Wholesale Prices (IPA) – which has
a weight of 60% in the IGP – is identified as the main responsible for this anomalous performance
of the IGP. The non-convergence between theinflation measured by the IPA and the inflation
measured by the Index of Wide Consumer Prices (IPCA) in the period 1999-2005, confirmed by the
econometric tests applied here, ratifies the above hypothesis, reinforcing the thesis that the IGP
would have failed to perform its declared intention to serve as an “index-synthesis of the national
inflation”. The effects of the exchange rate floating havebeen much stronger on the IGP than on
other Indexes of Consumer Prices. Despite of the updating of its components, the weighting pattern
of the IGP, formulated in the decade of 1940, became old-fashioned and inadequate to an economy
that adopted the floating exchange rate system and promoted a substantial trade and financial
liberalization, as it is the case of the Brazilian economy.Palavras-chave: índice de preços, inflação, indexação de preços, preços administrados, economia
brasileira.
Keywords: prices index, inflation, price indexation, monitored prices, Brazilian economy.
Área 02: História Econômica e Economia Brasileira
Classificação: Economia Brasileira Contemporânea

1. INTRODUÇÃO
Após a implementação do Plano Real, o comportamento dos principais índices de preços daeconomia brasileira chama a atenção para duas questões básicas: a primeira, refere-se ao
descolamento entre o Índice Geral de Preços1 (IGP) da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e os
Índices de Preços ao Consumidor (IPCs) após a desvalorização cambial de janeiro de 1999; a
segunda, refere-se ao comportamento dos denominados preços administrados ou monitorados
(doravante referidos apenas como...
tracking img