O caso dos exploradores de caverna

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1158 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FICHA RESUMO/ANALITICA DE OBRA CIENTÍFICA


1 NOME COMPLETO DO AUTOR DO FICHAMENTO:
Lediane
2 OBRA/ARTIGO/ENSAIO EM FICHAMENTO:
FULLER, Lon L. O caso dos exploradores de cavernas. Tradução do original inglês e introdução por Plauto Faraco de Azevedo. Porto Alegre, Fabris, 1976. p. 01 a 75.

3 ESPECIFICAÇÃO DO REFERENTE UTILIZADO:
As diversas formas abordadas pelos juízesno caso dos exploradores de cavernas, em relação ao Direito.

4 RESUMO DO LIVRO (ENSAIO/RTIGO):
Em princípios de maio do ano de 4299, cinco membros da Sociedade Espeleológica (organização amadorística de exploração de cavernas) penetraram no interior de uma caverna de rocha calcária do tipo que se encontra no Planalto Central de Commonwealth. Quando já estavam bem distantes da entrada dacaverna, ocorreu um desmoronamento de terra que bloqueou completamente a única saída da caverna. Não voltando dentro do prazo normal esperado, os familiares dos exploradores avisaram tal fato à Sociedade Espeleológica, a qual encaminhou uma equipe de socorro ao local.
O trabalho de resgate foi extremamente penoso e difícil. Novos deslizamentos de terra ocorreram e, em um destes, 10 operárioscontratados morreram soterrados. Os fundos da Sociedade Espeleológica foram exauridos, tendo sido necessária uma subvenção do poder legislativo e uma campanha de arrecadação financeira para a complementação dos fundos. A libertação da caverna só foi possível no trigésimo dia, contado a partir do início dos trabalhos de resgate.
No vigésimo dia do resgate foi descoberto que os exploradores possuíam umrádio-transmissor, o que tornou possível a comunicação entre os exploradores e o acampamento de resgate. Os exploradores perguntavam quanto tempo, no mínimo, levaria o resgate. A resposta foi que o resgate levaria no mínimo mais dez dias. Em vista desta resposta, os exploradores perguntaram se havia algum médico no acampamento; tendo sido postos em comunicação com a comissão destes, os exploradoresdescreveram suas condições e as rações de que dispunham, solicitando assim uma opinião acerca da probabilidade de subsistirem sem alimento durante esses dez dias. O presidente da comissão respondeu que havia escassa possibilidade de sobrevivência por tal lapso de tempo. A partir daí, o rádio silenciou durante oito horas dentro da caverna. Quando a comunicação foi restabelecida, os homens pedirampara falar novamente com os médicos, tendo Whetmore, falando em seu próprio nome e em representação dos demais, indagado se eles seriam capazes de sobreviver por mais dez dias da carne de um deles. O presidente, a contragosto, respondeu afirmativo. Whetmore inquiriu se seria aconselhável que tirassem a sorte para determinar qual dentre eles deveria ser sacrificado. Nenhum dos médicos se atreveu aenfrentar a questão. Whetmore quis saber se havia um juiz ou outra autoridade governamental que se dispusesse a responder à pergunta. Nenhuma das pessoas integrantes da missão de salvamento mostrou-se disposta a assumir o papel de conselheiro neste assunto. Whetmore insistiu se algum sacerdote poderia responder àquela interrogação, mas não se encontrou nenhuma pessoa que quisesse fazê-lo. Após aausência de respostas, a comunicação foi interrompida e os exploradores decidiram sacrificar um dos cinco, a fim de que a sobrevivência dos outros quatro fosse garantida. Roger Whetmore propôs um sorteio para a escolha daquele que seria sacrificado. Antes do início do jogo, Whetmore desistiu de participar e sugeriu que esperassem mais uma semana. Seus companheiros o acusaram de traição e procederamao lançamento dos dados. Quando chegou a vez de Whetmore acabou sendo o escolhido. Foi morto e sua carne serviu de alimento para seus companheiros, que sobreviveram e foram salvos no 30º dia depois do início do resgate.
Após o resgate e depois de terem permanecido algum tempo em um hospital, onde foram submetidos a um tratamento para desnutrição e choque emocional, os sobreviventes foram...
tracking img