O caso dos denunciantes invejosos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1219 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO UNIVERSITÁRIO ANHANGUERA

SOCIOLOGIA GERAL E JURÍDICA
Professor - Sebastião Donizete Bazon
Aluno - Eduardo De Paoli
RA 1158371751
1° Ano – Direito

RESENHA
OS CASO DOS EXPLORADORES DE CAVERNA

Campus
Leme
O CASO DOS EXPLORADORES DE CAVERNA

Suprema Corte de Newgarth – Ano 4300
Processado e Condenados à morte pela forca. Recorridaentão da decisão do Tribunal do condado de Stowfield à Suprema Corte de Newgarth.

O livro conta o caso que ocorreu na Suprema Corte de Newgarth. Trata-se de quatro exploradores de cavernas, membros da Sociedade Espeleológica (Organização Amadora), que adentram numa caverna localizada em Commonwealth e lá ficaram presos. É este fato que inicia o drama da história. Após dias sem água ealimento, o desespero chega a seu ápice quando Roger Whetmore sugere que um deles seja sacrificado em prol dos demais. Apesar da apreensão, o grupo concorda em matar um colega e comê-lo para que não sucumbam diante dessa adversidade. Tiraram a sorte e assim foi feito. Roger Whetmore foi morto por quatro colegas. Os sobreviventes conseguem sair da reclusão graças aos esforços da equipe de resgate, maslogo foram indiciados por assassinato. Foram condenados em primeiro grau, resultando em recurso de apelação que será objeto da análise exposta a seguir.

Juiz Foster: Aborda a questão de que 10 vidas foram usadas para salvar 4 (grupo), por que não 1 (Roger) para 4? Há no livro um fato curioso, qual seja: alguns trabalhadores da equipe de resgate perderam suas vidas tentando resgatar o grupodos explorados de cavernas, mas estes morreram em vão, visto que os apreciados com a salvação foram condenados diante de um processo judicial e morreram executados na forca.

Também afirma que matar em legitima defesa é exclusável, apesar do texto legal não falar expressamente isso. Deve ler-se nas entrelinhas da lei.

O juiz se baseia na premissa do direito civil versus direitonatural para tentar inocentar os réus. Essa questão do direito natural é motivo de grandes divergências doutrinárias ao longo dos tempos devido seu nível de complexidade. Mas, o argumento usado pelo operador do direito é fantasioso e não consegue impugnar a sentença de primeiro grau.

Questiona-se, por que não utilizam do feito como última opção? Ainda, por que não esperaram um destesmorrer, seja por desnutrição ou doença, para que após esse evento se utilizassem de tal expediente? Observados esses questionamentos e as ressalvas anteriores pode se concluir que o caso em questão deve mesmo ser regulado por leis do direito civil.

O juiz considera os réus inocentes do crime de homicídio.

MINHA OPINIÃO
Apesar do Juiz tentar inocentá-los de homicídio, baseado em suasopiniões acima os 10 homens mortos na tentativa de resgate frustrado, morreram de uma forma natural no cumprimento de seus ofícios sem nenhum tipo de pressão e sim executando o que sabiam fazer em suas vidas, tentar salvar os outros e quem quer que seja do Perigo. Sendo que Foster alega que os 10 homens morreram tentando salvar 4, porque 1 não possa nessa questão morrer para salvar 4. Pior ficaainda que este 1 (Roger estava na mesma condição dos 4 e já havia se redimido do tal proposto (acordo), o que caracteriza-se ainda mais um verdadeiro Homicídio. Acredito também que no caso deles em um estado natural onde o qual estavam soterrado abaixo de vários metros da superfície, isento ou esquecidos de qualquer tipo de lei, acreditando eles tendo então as leis em suas mãos sentenciarem a vida doamigo como se tivesses total direito e isento a qualquer lei. Se esquecerem que neste caso habitavam ainda o planeta terra, legislado por leis, direito natural e direito positivo o qual foi sim aplicado a eles.

Juiz Tatting: Em seus argumentos, evidencia-se um legalismo exacerbado e forte apego à letra fria da lei. O juiz atual deve balancear entre o formalismo legal e as causas...
tracking img