O caso dos denunciantes invejosos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (610 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O Caso dos Denunciantes Invejosos nos mostra a situação de um país, que passou de democrático para ditador. Sob o poder dos Camisas-Púrpuras, que se utilizavam das leis para seus próprios ideais, opaís vivia em um “regime de terror”.

Os Camisas-Púrpuras condenavam muitos comportamentos considerados legais, nisso, muitas pessoas se aproveitaram da situação:

“Durante o governo o regimedos Camisas-Púrpuras, muitíssimas pessoas, movidas por inveja, denunciaram seus inimigos pessoais ao partido ou a autoridades governamentais. Entre as atividades que foram objeto de denúncias estavam:as críticas ao governo em discussões particulares, a escuta de estações de rádio estrangeiras, o relacionamento com notórios vândalos e baderneiros, o armazenamento de saquinhos de ovos em pó emquantidade maior do que a autorizada, a omissão de informar a perda de documentos de identidade no prazo de cinco dias, etc.” p.37

Quando o partido foi instinto e a democracia restaurada, surgirammovimentos exigindo que os denunciantes fossem responsabilizados pelas condenações.

E agora cabe ao Ministro de Justiça decidir a decisão deste caso.



Primeiro deputado

Na opinião doprimeiro deputado os denunciantes não devem ser punidos, porque “as denúncias versavam sobre fatos realmente ilícitos, isto é, contrários as regras estabelecidas pelo governo que, nessa época, exercia opoder do Estado.” p.39

Segundo deputado

O segundo deputado afirma que nenhuma atitude deve ser tomada em relação aos Denunciantes Invejosos.

Segundo ele durante o poder dos Camisas-Púrpuras, odireito deixou de existir, existindo apenas uma suspensão do Estado do direito. Portanto, não se pode julgar e condenar alguém que viveu em um sistema de anarquia e de terror, tendo um governo quedesrespeitava as leis.

Terceiro deputado

O terceiro deputado discorda do segundo ele diz que não havia uma “guerra de todos contra todos”. Pois “abaixo da superfície política, continuavam a ser...
tracking img