O caso da pequena piggle

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3872 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1) INTRODUÇÃO

Este trabalho trata de um breve resumo do caso da pequena “Piggle” direcionado pelo psicanalista D. W. Winnicott.
Piggle iniciou o tratamento de forma hesitante em relação à possibilidade de receber ajuda naquilo que estava procurando. Ela encontrou Winnicott, um analista que, antes de se apressar com interpretações usuais, compreendeu sua hesitação e procurou seaproximar dela com muito cuidado, para que uma relação de confiança pudesse ser estabelecida.
O texto é composto de fragmentos importantes constatados durante as sessões, onde é descrito todo o desenrolar do tratamento. Através dessa leitura é possível observar o refinamento clínico de Winnicott ao conduzir de maneira criativa a psicanálise com criança. Winnicott publicou um livro que tal qual um diáriodescreve o tratamento da menina, e foi com base nele que Moya-Plana e Arcanglioli (2000) escreveram o trabalho que propõe-se aqui descrever.
O texto narra o caso dividindo-o em três partes: A primeira trata do estado caótico em que a menina se encontrava, a segunda do empenho da própria Gabrielle e como ela e Winnicott exploram as representações que eram fontes de angústia. Por fim, naterceira parte, acompanharemos Gabrielle na resolução dos seus distúrbios psíquicos.

2) MOMENTOS PRECEDENTES AO INÍCIO DA ANÁLISE

Winnicott foi procurado pelos pais da menina para iniciar um tratamento que teve por tempo de duração dois anos e meio. Ela chegou ao consultório aos seus dois anos e quatro meses e ao fim ela já estava com cinco anos. Como morava distante de Londres, osencontros eram bastante espaçados. Durante o tempo longe, Winnicott recebia cartas e telefonemas dos pais que informavam o estado da menina.
Em sua primeira carta os pais da pequena Piggle apresentaram suas queixas ao psicanalista. Eles disseram que ela tinha preocupações que tiravam seu sono e que isso afetava seu relacionamento com os próprios. Comentaram que inicialmente havia um sentimento muitoapaixonado pelo pai que já não era tão evidente e também havia certa arrogância com a mãe que, posteriormente, tratara-se certas vezes de afeto e outras de ressentimento.
Os pais destacaram em sua carta duas fantasias da menina: a presença de um pai e uma mãe preta que ia atrás dela durante à noite, e do que a menina chama de 'bebêcar'.
O motivo cujo seus pais procuraram Winnicott foi peloreceio da menina tornar-se insensível a sua angústia como uma única maneira de enfrentá-la.

3) INÍCIO DA ANÁLISE

3.1) As primeiras sessões
Piggle chegou para sua primeira sessão acompanhada pelos pais. Ao vê-la, Winnicott observou que se tratava de uma menina com ar muito sério, fato que os pais já haviam mencionado em sua carta escrita ao psicanalista.
Seu pai e sua mãe ficaram na sala deespera e Winnicott pediu para que Piggle o acompanhasse até seu consultório sozinha. Ela recusou dizendo à mãe que era muito tímida. Orientada pelo analista, a mãe acompanhou a filha até o consultório.
Winnicott iniciou a relação em um ambiente cheio de brincadeiras. Após cinco minutos, a mãe saiu da sala sem que Piggle a notasse. Através das brincadeiras foi estabelecida a relação entre Pigglee Winnicott. Ao brincar com ela o psicanalista fez comentários acerca de um dos brinquedos como se este se chamasse Sush, o nome da irmã da menina, Susan. Diante disso ela lhe contou algumas de suas lembranças de Susan, sua irmã caçula, mas sem diferenciar ela própria de Susan.
Essa primeira sessão terminou com Piggle arrumando todos os brinquedos dentro de uma caixa. A menina demonstrou sepreocupar em não deixar uma bagunça dentro do consultório.
No período que sucede a primeira consulta, os pais escreveram a Winnicott e lhe contaram que Piggle estava tendo dificuldades para dormir por conta do bebêcar. Ela estava mais desobediente, esperneando e gritando na hora de dormir. Isso além de dizer coisas estranhas acerca do bebêcar e da mamãe preta.
O seu segundo encontro com o...
tracking img