O brasil no período colonial: política,economia e sociedade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 10 (2269 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 4 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O Brasil no período colonial: Política,economia e sociedade

Introdução

Neste trabalho, nós como grupo pudemos ao realiza-lo aprender várias coisas sobre o tema do trabalho : “ O Brasil no período colonial: Política, economia e sociedade”. Já havia vários povos no Brasil antes de ele supostamente ter sido “descoberto” pelos portugueses, esses povos sofreram uma degradação ao passar dosséculos, o que culminou com grande parte deles, mesmo assim os que sobraram guardam sua cultura, que foi tão importante para a formação do Brasil que conhecemos hoje.
O Brasil teve vários ciclo, o de pau-brasil no período pré-colonial e o de cana-de-açúcar no período colonial , que foram abordados neste trabalho.
Para que ocorressem estes ciclos, houve uma escravização, principalmente de NegrosAfricanos.
Ao nos reunirmos em grupo, chegamos à uma conclusão de que todos estes processos que o nosso país, Brasil, passou, foram importantíssimos para a formação da Nação que somos hoje, mesmo com seus problemas, é uma nação com uma grande diversidade de pessoas e culturas, o que torna o Brasil tão singular.

Desenvolvimento

2.1 – Sociedades Indígenas no Brasil:
O Brasil que hoje nósconhecemos, Quando foi encontrado pelos colonizadores Portugueses, já era ocupado muitos séculos antes por tribos indígenas. Nós temos costume de dizer que o Brasil foi descoberto em 1500 por Pedro Álvares Cabral, e sabemos a história á partir daí, mas acabamos esquecendo que já havia diferentes sociedades habitando em nosso território.
Em sítios arqueológicos, como o de Lagoa Santa em minas Gerais, eSão Raimundo Nonato em Piauí , se pode provar isso, neles existem pinturas rupestres, ossos e outros diversos vestígios de que o homem já existia aqui muito tempo antes .
Quando os portugueses vieram ao Brasil, a variedade de culturas era muito grande, havia 5 milhões de pessoas em sociedades diferentes.
Essas sociedades tiveram um grande desenvolvimento político e social. Sua economia era desubsistência, eles eram guerreiros que viviam da caça , pesca e extração de protudos. Em sua política havia um chefe superior que comandava os chefes das províncias. Havia os morubixabas (pajés) que eram os responsáveis pelos rituais e pelas curas, eram os chefes religiosos. Em sua religião, eles eram politeístas, adoravam vários deuses, como o sol, a chuva, e tinham rituais para a adoração dessedeuses.
Suas aldeias ficavam perto de rios, suas casa eram circulares.
Os povos indígenas no Brasil migravam de um lugar até outro, quando os recursos da terra se esgotavam eles saíam e iam para outro lugar, assim eles ocuparam quase todo Brasil, Da Amazônia até a Bahia, Do Rio grande do sul até o Pará.
A relação entre as aldeias era pouco pacífica, era costume deles se enfrentarem, na cultura tupiera fundamental a guerra. Os inimigos eram mortos numa festa e ritual de canibalismo, onde eles se alimentavam dos inimigos. Eles raptavam as mulheres e os bens que os interessava para si . Geralmente vencia a tribo mais forte. Havia também aliança entre as tribos, como os tupi-guaranis que eram formados por vários grupos, como os guaranis, os tupiniquins , os tamoios e os tupinambás.
No Brasilhavia centenas de povos indígenas, que tinham línguas, costumes e rituais completamente diferentes.
Além dos tupi-guaranis, havia a tribo Aruaque, Cariba, Tucano,Pano, Jê ( a maior), Charrua entre outras.
Havia uma cultura complexa, mais ou menos no ano de 400 d.C., na Ilha de Marajó , onde atualmente faz parte do estado do Pará. Eles produziam cerâmicas muito famosas hoje, com desenhosgeométricos, com cores como preto, branco e vermelho. Faziam vasos lindíssimos. Essa cultura acabou devido à ocupação da região por outro povo mais guerreiro que os dominou.
Outra cultura que houve foi a de Santarém, que viviam ao redor de rios , também no Pará, entre o séculos XI e XVI d.C. Tiveram também a cerâmica como a marca de sua cultura e deviam ter pelo menos dez mil pessoas.
Passaram-se...
tracking img