O brasil é sim um país racista

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4028 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O Brasil é sim um país racista
O racismo institucional é o responsável pelo tratamento diferenciado entre negros e brancos em políticas como a de educação, trabalho, saúde, segurança e nos meios de comunicação do País. Ao contrário do racismo individual, que se aproxima do preconceito, quando alguém se acha superior ao outro por conta de sua etnia, o racismo institucional é desencadeado quandoas estruturas e instituições, públicas e/ou privadas de um país, atuam de forma diferenciada em relação a determinados grupos em função de suas características físicas ou culturais, ou então quando o resultado de suas ações – como as políticas públicas, no caso do Poder Executivo – é absorvido de forma diferenciada por esses grupos, muitas vezes não se tem a percepção real do racismo praticado nasinstituições públicas e privada porque o Brasil cresceu sobre o mito da democracia racial. Nas escolas, estão alguns dos exemplos mais emblemáticos deste racismo institucional: as enormes dificuldades para a implementação da Lei 11645/08 – que modificou a Lei 10639/ 03 –, que determina o ensino da história da África e dos afro-brasileiros com a Lei saímos do submundo da história e nos humanizamos.O Estado brasileiro é responsável por manter a resistência em promover e defender o debate e a implementação de políticas públicas de inclusão, há uma grande campanha da mídia contra as cotas, contra a titulação de terras quilombolas. Sabemos que uma das políticas públicas de maior sucesso no país foi a que beneficiou a chegada de grupos estrangeiros, quando distribuiu lotes de terras,disponibilizou escolas e toda a estrutura necessária para começarem aqui no Brasil uma nova vida, sem dar o mesmo tratamento àqueles que aqui estavam muitos anos escravizados cruelmente e que foram libertos sem nenhuma política que os incluísse na sociedade, como cidadãos brasileiros portadores de direitos e deveres como a que foi dada aos imigrantes que aqui chegaram. A escravidão dos negros no Brasil foiuma ação criminosa, injustificável e indesculpável, tendo em vista que os africanos que foram escravizados eram considerados objetos de uso, sendo desconsiderada a condição de seres humanos. É inaceitável as justificativas econômicas e de colonização que foram impostas durante séculos ao povo negro. Em 1837 a Lei nº 01 de 04 de janeiro dizia no seu artigo 3º que "São proibidos de frequentar asescolas públicas: § 1º - Todas as pessoas que padecem de moléstias contagiosas. § 2º - Os escravos e os pretos africanos ainda que sejam livres ou libertos. Na década de 60 o Brasil implementou uma política publica de ação afirmativa, com a Lei 5.465 de 1968 – Lei do boi – que reservava 50% das vagas de ensino médio agrícola e de escolas superiores de agricultura e veterinária mantidos pela União,para agricultores ou filhos destes, visando oferecer um tratamento justo a grupos específicos em situação de desvantagem por morarem em regiões distantes ou por razões estratégicas. Lá, em 68, quem eram os agricultores, os donos de terra e gado? Por que a sociedade naquela época não se manifestou contrária às cotas? Ou isso não era cota?... mais uma vez os negros deste país foram excluídos, e hojequando falamos em cotas raciais, que possibilitarão a participação em determinados espaços antes não ocupados por negros, foi criado um processo de desqualificação da pessoa negra de forma perversa e desumana. Sabe-se que racismo tem a ver com poder, enfrentar esta questão é mexer com interesses de muitos, mas temos sim que exigir do estado brasileiro o cumprimento de leis, não podemos mais aceitaruma sociedade, onde a metade da população fica fora das oportunidades e é considerada inferior. Para recuperar os direitos da etnia negra, que historicamente tem sido discriminada é preciso tratar os desiguais de forma igual. O racismo institucional na segurança pública tem características de genocídio no Brasil, exemplo disso nos anos 70, o chamado Esquadrão da Morte, que atuava no eixo...
tracking img