O Barroco em Portugal

Páginas: 5 (1187 palavras) Publicado: 10 de outubro de 2014
Barroco em Portugal
O barroco em Portugal desenvolve-se entre 1580 e 1756. Em 1580, Portugal perde sua autonomia como país, passando a integrar uma união dinástica com o reino da Espanha. Em 1756 funda-se a Arcádia Lusitana – uma academia poética -, e tem início um novo estilo: o Arcadismo.
Introdução Histórica
Ao contrário do resto da Europa (onde se vivia um forte sistemapolítico absolutista) o Barroco português não se inicia em 1600. Portugal encontra-se nesta época em profunda crise política, económica e de identidade social; provocada principalmente pela perda do trono para Felipe II de Espanha. A nobreza abandona as cidades, saindo para o campo, levando pequenas cortes consigo, desta forma tentando preservar a identidade sociocultural portuguesa. Fechados às influências deEspanha, encontram-se também fechados ao mundo. É nesta época que nasce a Arquitetura Chã.

O Barroco como estilo arquitetônico exige dinheiro que Portugal não tinha, após a perda do nordeste do Brasil para os holandeses e a sua independência para a Espanha. A economia não era sustentável porque grande parte da riqueza nacional baseava-se no ouro e nas pedras vindas do Brasil, com as quais se compravatodos os bens de consumo que não eram produzidos no país. Só no fim do século XVII a crise económica do país melhora, remetendo, no entanto, para uma situação semelhante à do reinado de D. Manuel.
Na continuação da corrente absolutista vivida já no resto da Europa, D. Pedro II depõe o irmão D. Afonso VI, alegando-o incapaz de governar e de comandar o reino de Portugal.
Arquitetura Barroca
Aarquitetura Barroca em Portugal tem uma situação muito particular e uma periodização diferente do resto da Europa. É condicionada por diversos fatores políticos, artísticos e económicos que originam várias fases e diferentes tipos de influências exteriores, resultando numa mistura original, frequentemente mal compreendida por quem procura ver arte italiana, mas com formas e carácter próprios.Inicia-se numa conjuntura complicada, com o esforço financeiro do reino canalizado para a guerra de independência, após 60 anos de reis espanhóis (D. Filipe I, II e III). Outro fator fundamental é a existência da arquitetura Jesuítica, também a chamada Arquitetura Chã. São edifícios basílicas de nave única, capela-mor profunda, naves laterais transformadas em capelas interligadas (pequenas portas decomunicação), interior sem decoração e exterior com portal janelas e muito simples. É um tipo de edifício muito prático, permitindo ser construído por todo o império com pequenas adaptações, e pronto a receber decoração quando se pensar serás da época e o fausto a que o reino chegou. A talha dourada assume características nacionais e posteriormente "joaninas" devido à importância e riqueza dosprogramas decorativos. A pintura, escultura, artes decorativas e azulejo também atravessam uma época de grande desenvolvimento.
O barroco na verdade não sente grande falta de edifícios porque permite transformar através da talha dourada, (pintura, azulejo, etc.) espaços áridos em aparatosos cenários decorativos. O mesmo se poderia aplicar aos exteriores. Permitem posteriormente aplicar decoração ousimplesmente construir o mesmo tipo de edifício adaptando a decoração ao gosto da época e do local. Prático e económico.

O Grande Barroco
Após o fim da guerra de restauração da independência e depois da crise de sucessão entre D. Afonso VI e D. Pedro II, Portugal estava pronto para o grande barroco. Inicia-se de modo tímido, fugindo aos modelos maneirista, tentando animar e modernizar as novasconstruções, recorrendo à planta centrada e a decorações menos austeras, destacando-se a Igreja de Santa Engrácia em Lisboa, de João Nunes Tinoco e João Antunes. Santa Engrácia é um edifício imponente, de formas curvas e geométricas, de planta centrada, coroado por uma imponente cúpula (terminada apenas no século XX), decorado por mármores coloridos e impondo-se à cidade.
No reinado de D. João...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Barroco em portugal
  • barroco em portugal
  • O BARROCO EM PORTUGAL
  • Barroco em Portugal
  • O barroco em portugal
  • Barroco em Portugal
  • barroco em portugal
  • Barroco em Portugal

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!