O avanço do cristianismo no império até 100 capítulo 6 / com os bispos e diáconos

O Avanço do Cristianismo no Império até 100
Capítulo 6 / Com os bispos e diáconos

A igreja existe em dois níveis; invisível (eterno, bíblico, divino) e visível (organização institucional temporal, histórica, humana). A igreja como instituição foi desenvolvida pelos apóstolos sob a direção do Espírito Santo. Toda instituição necessita de liderança e quando vai ganhando crescimento é necessáriodividir as funções e especializar a liderança para que possa funcionar correta e eficientemente. Também é necessário criar uma liturgia para os cultos e conquistar a qualidade de vida e assim o cristão passa a fazer parte de um organismo e organização.

1 – Governo da Igreja.

Os primeiros passos da administração eclesiástica foram dados por Cristo ao escolher os 12 apóstolos, que foram osprimeiros líderes da igreja nascente, e os apóstolos criaram outros cargos, guiados pelo Espírito Santo. Os novos oficiais tinham que ter subordinação ao Espírito Santo e uma chamada do mesmo para o ofício e uma chamada externa adquirida pelo voto democrático da igreja e ordenação ao ofício pelos apóstolos, sendo assim não implicava em uma hierarquia piramidal como na igreja católica. Tanto osoficiais quanto os membros da igreja eram sacerdotes e tinham acesso livre a Deus através de Jesus. Esses oficiais eram divididos em dois grupos, os carismáticos e os administrativos.

1.a – Oficiais Carismáticos

Foram escolhidos por Cristo através do Espírito Santo para liderarem a igreja e dotados de dons espirituais, suas principais responsabilidades eram proclamar e zelar pelo evangelho. Pauloos dividiu em, apóstolos, profetas, evangelistas, pastores e mestres.
Os apóstolos foram testemunhas desde a vida até a ressurreição de Cristo. Esses oficiais exerceram funções que depois foram exercidas por vários oficiais quando os apóstolos foram incapazes de cuidar da rápida expansão da igreja primitiva.
Lucas descreve Pedro como sendo o principal dos apóstolos, sendo o primeiro a fazer umaproclamação oficial aos judeus no pentecoste e o primeiro a pregar o evangelho aos gentios na casa de Cornélio. Uma tradição da Igreja primitiva aponta Roma como o local da morte de Pedro, já outra tradição fala que ele fugiu da prisão em Roma e saiu da cidade, onde encontrou Cristo que o disse que estava indo a Roma para novamente ser crucificado, então Pedro sentido remorso voltou a cidade efoi crucificado de cabeça para baixo a pedido dele mesmo pois não se achava digno de ser crucificado igual a Cristo.
Tiago filho de Zebedeu estava presente na transfiguração, ele foi o primeiro apóstolo a ser martirizado, sendo decapitado em 44 por Herodes Agripa I. Tiago é considerado o padroeiro dos espanhóis.
Tiago, irmão de Jesus não foi um dos Doze, mas era dos líderes o mais próximo dolegalismo judaico, mas ele exerceu um pape de mediador entre os cristãos judeus e os gentios no Concílio de Jerusalém, onde ele era líder. Ele veio após Pedro na liderança da igreja primitiva. Ele tinha uma ativa vida de oração e busca por santidade, seus joelhos pareciam os de um camelo de tanto que era calejado pela quantidade de tempo que passava ajoelhado. Foi martirizado, sendo jogado do pináculodo Templo e depois morto a pauladas onde proferia palavras de perdão semelhante a Estevão.

João, autor dos três evangelhos e do livro de apocalipse era líder da igreja, sendo mencionado junto com Pedro, segundo a tradição ele foi banido de Éfeso para Ilha de Pátmos por Domiciano, lá escreveu o livro de Apocalipse, após Domiciano morrer ele voltou para Éfeso onde pastoreou as igrejas da Ásia emorreu em idade avançada.
André, irmão de Pedro, segundo tradição posterior morreu em uma cruz em formato de X, cruz essa que recebeu seu nome, ele pregou no Oriente Próximo e na Cítia.
O que se sabe de Filipe é que possivelmente morreu de morte natural próximo a Hierápolis depois da destruição de Jerusalém. Sobre a morte de Tiago, filho de Alfeu, nada se sabe. Segundo tradição Judas Tadeu foi...
tracking img