O ato fotográfico

Páginas: 15 (3724 palavras) Publicado: 9 de outubro de 2011
1

EDUCANDO O OLHAR: NOTAS SOBRE O TRATAMENTO DAS IMAGENS COMO FUNDAMENTO NA FORMAÇÃO DO PEDAGOGO

Prof.Armando Martins de Barros1

Resumo: Analisamos percursos na produção social da imagem, conjugando as práticas do olhar às práticas escolares nas disputas, partilhas e re-elaboração de seu significado. Concluimos pela necessidade dos cursos de Pedagogia oferecerem conteúdos quehistoricizem essas relações tendo em vista o crescente papel da escola como mediadora na apropriação das linguagens verbo-visuais.

Ao fim dos anos oitenta, dois filmes atravessaram o circuito de cinemas no Brasil causando grande impacto: falo de Blade Runner1 e Sociedade dos Poetas Mortos.2 Em que pese as muitas leituras possíveis de cada obra, uma nos serve como ponto de partida ao transitar pelos doisfilmes: o recurso a imagem técnica3 na remessa do observador ao passado, o qual, por sua vez, retorna ao presente, atualizando-o. Em Blad Runner, os replicantes, desejando-se libertos, roubam fotografias de álbuns de família no intuito de, ao transferirem para si uma memória privada, presentes nas imagens, adquirirem uma identidade histórica. As fotografias assim, lhes servem de passaporte para umpassado que os autoriza ao humano presente. Em Sociedade dos Poetas Mortos, por sua vez, o personagem Keating, novo professor da Academia Welton, inicia sua primeira aula utilizandose das fotografias expostas na sala museu. Enquanto os alunos observavam suas semelhanças com os rostos juvenis inscritos nas imagens, Keating, em sussurro, lhes dizia: “ Aproveitem o dia rapazes... tornem suas vidasextraordinárias...”. Suas palavras remetem a outras, ditas pelo também professor Lucien Febvre, quando à seus alunos-historiadores advertia: “(...) envolvamse na vida intelectual, sem dúvida, em toda sua variedade. Sejam também juristas e sociólogos e psicólogos; não fechem os olhos ao grande movimento que, à sua frente, transforma, a uma velocidade vertiginosa, as ciências do universo físico”. 41

Professor-assistente de História da Educação do Departamento de Fundamentos Pedagógicos, Universidade Federal Fluminense.

2

Enquanto os pesquisadores que dialogavam com a historiografia seguiam Febvre, realizando estudos sobre a imagética em uma perspectiva multidisciplinar, as instituições educacionais, pouco afeitas a práticas seculares, mantiam-se estranhas ao envolvimento com oscódigos não-verbais. Nessa perspectiva, o recurso às fotografias -- nas palavras de Dubois, “matriz-mâe de todos os avanços técnicos, eletrônicos e informáticos” --5, remete-nos a dois campos importantes em nossas considerações: o papel da nova história cultural na promoção do diálogo entre as “práticas dos olhar” - historicizando a produção, circulação e significação das imagens -- e as “práticasescolares” -- produzindo novos sentidos em fotografias para ou sobre a escola --; o papel desempenhado pelos cursos de Pedagogia na valorização das linguagens verbo-visuais quando da formação dos pedagogos.

I. A CONTRIBUIÇÃO DA HISTÓRIA DA CULTURA: AS PRÁTICAS DO OLHAR

Para muitos historiadores da imagem, dado o oculocentrismo subjacente à cultura ocidental, os abalos sofridos em sua históriaexpressariam-se também como rupturas iconográficas. Em outras palavras, as instabilidades presentes nas sociedades ocidentais expressariam-se por rupturas iconográficas em razão da saturação de imagens circulando nos diversos segmentos sociais.6 Segundo Debray, inscreve-se em cada período histórico um inconsciente visual que determina os cânones da representação figurativa.7 As representaçõessociais estariam introjetadas nos códigos imagéticos que predominariam por longas durações, em dominâncias sucessivas, implicando em exclusões, sobreposições, imbricamentos, sucessões, em um revezamento de hegemonias cuja compreensão demandaria uma periodização com o concurso de múltiplos tempos. 8 Nesse contexto, seria possível pensar o processo fotográfico -- constituido na década de 1830 por...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • O ato fotográfico
  • O ato fotográfico
  • Fichamento o ato fotográfico
  • O Ato Fotográfico
  • Dois olhares: horror e encantamento no ato fotográfico
  • A PRODUÇÃO DE IMAGENS EM REDES SOCIAIS DIGITAIS: O ATO FOTOGRÁFICO ENTEDIADO
  • Trabalho fotografico
  • Planos fotográficos

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!