O aspecto formativo das narrativas de formação para o ensino religioso: a trajetória que passa do individual para o coletivo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5033 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O ASPECTO FORMATIVO DAS NARRATIVAS DE FORMAÇÃO PARA O ENSINO RELIGIOSO: A TRAJETÓRIA QUE PASSA DO INDIVIDUAL PARA O COLETIVO

*Francisco Melquiades Falcão Leal –UERN/RN
*Araceli Sobreira Benevides – UERN/RN

RESUMO:As experiências construídas sobre as identidades docentes no campo das Ciências da Religião é algo bastante recente (BENEVIDES, 2008; PEREIRA, 2008). Entre o desconhecimento sobrequem atua no ensino religioso e as histórias que marcam essas experiências, voltamos nosso olhar para aqueles que atuam nesse campo de conhecimento com o objetivo de entendermos a formação existente nessa área. Assim, neste artigo pretendemos analisar e discutir a relevância das narrativas de formação para a formação do docente de Ensino Religioso. Analisamos os tipos de pesquisas queabordam as narrativas biográficas, seus conceitos e os métodos envolvidos nesse tipo de investigação (DOMINICÉ, 1988; NÓVOA, 1988; JOSSO, 1988; FINGER, 1988; CHENÉ, 1988; BUENO, 1988; PASSEGI, 2006).

PALAVRAS-CHAVE: Narrativas de formação. Formação docente. Ensino Religioso.

Diversidade Religiosa, Direitos Humanos e Formação Docente

* Graduando do Curso de Ciências da Religião –UERN – melquiades_falcao@hotmail.com
* Professora do Curso de Ciências da Religião – UERN – aracelisobreira@yahoo.com.br
Introdução
As experiências construídas sobre as identidades docentes no campo das Ciências da Religião são algo bastante recente (BENEVIDES, 2008; PEREIRA, 2008). No estado do Rio Grande do Norte somente a partir do ano de 2002 com o início da Licenciatura em Ciências daReligião na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte-UERN é que as pesquisas relacionadas ao tema da identidade docente do Ensino Religioso começaram a ser desenvolvidas. Como consequência dessa realidade, as pesquisas sobre as histórias de vida desses profissionais são muito poucas, o que estabelece a necessidade de estudos relacionados a esta temática que venham favorecer a compreensão dasidentidades e dos saberes por eles adquiridos. Este assunto precisa ser abordado com mais intensidade através de pesquisas e projetos que possam discutir as questões que acabam construindo o ser docente do Ensino Religioso da Grande Natal.
Entendemos que para uma melhor compreensão do processo de formação existente nesta área é preciso um trabalho direcionado e contínuo com discussões eanálises de dados oriundos de memoriais de formação que podem ser adquiridos através de questionários, entrevistas e outras pesquisas qualitativas e interpretativistas que busquem identificar, mapear e situar os profissionais do Ensino Religioso em suas atuais realidades.
A partir de 2002, com o início do Curso de Licenciatura em Ciências da Religião oferecido pela Universidade do Estado do RioGrande do Norte no qual foi instalado o Grupo de Pesquisa Educação, Cultura e Fenômeno Religioso e a linha de pesquisa Formação do Docente da Educação e das Ciências da Religião, dá-se início na cidade de Natal as primeiras pesquisas sobre as questões de identidades dos profissionais do Ensino Religioso do Estado do RN.
Neste trabalho discutiremos a questão das narrativas de formação e suaimportância na construção das identidades dos professores do Ensino Religioso, com base no que é dito por pesquisadores como Benevides (2005;2008) que discute a constituição das identidades, dos saberes e da formação dos profissionais do ensino religioso da rede pública da região metropolitana de Natal/RN, Ferrarotti (1988) e Josso (1988) que aprofundam as questões referentes às autobiografias,Cortella (2006) e Passos (2006) que se debruçam sobre a problemática da formação docente, Bueno (1998) que volta seu olhar para a formação contínua e a pesquisa colaborativa, entre outros.
Tomaremos, como base teórica para a conceituação do método autobiográfico o pensamento de Bueno (1988) que utiliza-se utiliza-se deste conceito para designar as várias modalidades de estudos com histórias de...
tracking img