O alienista

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2527 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Trabalho de Língua Portuguesa

O Alienista
Machado de Assis

Curso: Direito Noturno.
Professor: Arthur Hamerski
Disciplina: Língua Portuguesa

O alienista é um texto que está entre conto e novela. Há que se ver na obra
elementos típicos da produção realista de Machado, principalmente a análise
psicológica e a crítica social.
O mergulho machadiano na mente de suas personagens, montandoum micro-
realismo, torna-o cego para questões sociais. No entanto, o presente conto é prova de
que no Machado de Assis, o que ocorre é a soma desses dois campos.
A personalidade é influenciada por forças sociais, por sua vez, a sociedade é
influenciada por razões psicológicas. Assim, entendemos a literatura machadiana
como expressão de problemas psicossociais.
Existe uma semelhança entre oautor e o protagonista, Simão Bacamarte,
pois, como alienista (médico que se especializa em cuidar de problemas ligados à
mente, algo como hoje seria o serviço do psiquiatra), está preocupado em analisar o
comportamento dos habitantes da cidade em que está instalado e como a conduta
influência as relações sociais.
O mais interessante é notar aqui o caráter alegórico, ou seja, representativoque a narrativa assume. O que se passa em Itaguaí, cidade do interior do Rio de Janeiro, é o que ocorre em toda nossa civilização.

O protagonista, depois de títulos e feitos conquistados na Europa ( pesar de suas ações aparentemente disparatadas, a personagem é alguém amplamente aceito pelo Estado, estabelece-se em Itaguaí com a idéia de criar um manicômio (Casa Verde), que lhe seria um meio deestudar os limites entre razão e loucura. No entanto, sua
metodologia de estudo é que o diferenciará radicalmente de Machado de Assis. Em sua frieza analítica, Simão assumirá um tom tão rígido que acabará se tornando caricaturesco, falho e absurdo (parece haver aqui critica ao rigor analítico do determinismo cientificista que andava em moda na literatura da época de Machado de
Assis,principalmente a de aspecto naturalista). O problema é que o especialista vem investido do apoio oficial de todo o aparelho do Estado, o que faz alguns críticos
enxergarem nessa obra não uma preocupação com a abordagem psicológica, mas uma
crítica de alcance político. O conto seria, portanto, uma forma de questionamento contra o autoritarismo massacrante do sistema.
Os primeiros internados no hospícioforam casos notórios e perfeitamente aceitos
pela sociedade de Itaguaí. Mas começa a haver uma seqüência de escolhas que
surpreendem os cidadãos da pequena cidade. O primeiro é o Costa, que havia torrado
sua herança em empréstimos que se tornaram fundo perdido. O pior é que se sentia
envergonhado de cobrar seus devedores, passando a ser até maltratado por estes.
Depois foi a prima domão-aberta, que tinha ido defender seu parente com uma mirabolante história de que a decrepitude financeira se devia a uma maldição ( o mais hilário é que essa mulher fora ao hospício para defender o primo e, após contar tal história, acaba sendo na hora internada. Aumenta, aqui, o terror sobre uma figura tão déspota e traiçoeira como Simão Bacamarte, pelo menos na visão do povo de Itaguaí).
Após esses, éinternado o albardeiro Mateus ( profissional que faz albardas, ou
seja, selas para bestas de carga. É uma profissão bastante humilde, tanto que a palavra
albarda também significa “humilhação”. Há, portanto, uma carga negativa associada a
essa profissão. Ter isso em mente ajuda na interpretação do episódio), que se deliciava
em ficar horas admirando o luxo de sua enorme casa, ainda mais quandonotava que
estava sendo observado. Essa personagem serve para que reflitamos questões como a
valorização exagerada do status e até mesmo uma análise do preconceito, pois a maioria da cidade não aceitava um homem de origem e trabalho humilde possuir e ostentar tanta riqueza.

Apenas esses atos já foram suficientes para deixar a cidade em polvorosa. Assim, todos anseiam pela volta de D....
tracking img