O alienista

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1266 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de julho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O ALIENISTA

Contexto histórico inserido na obra

Pude perceber que a obra relata indiretamente o Realismo, que tomava a ciência como base cultural e histórica, dominando as atenções na segunda metade do século XIX e adentrando ainda o século XX, alastrando-se pelo mundo com o positivismo, evolucionismo, psicologismo e o determinismo, tornando-se uma paixão humana. Instigando assim o gostopela análise psicológica e sociológica, objetividade, observação, fidelidade, impassibilidade e impessoalidade, sendo estas as características dominantes do Realismo. A grande característica da obra em relação ao Realismo é o tom satírico e irônico que se passa a obra numa crítica ao mesmo tempo veemente e humorística dos valores científicos da época. Além desta característica pude observar tambéma preocupação de Machado de Assis em narrar a história com espírito de objetividade e impessoalidade como em um trecho de sua obra:

“Fechada a porta da Casa Verde, entregou-se ao estudo e à cura de si mesmo. Dizem os cronistas que ele morreu dali a dezessete meses, no mesmo estado em que entrou, sem ter podido alcançar nada. Alguns chegam ao ponto de conjeturar que nunca houve outro louco alémdele em Itaguaí;...“ (Obra p. 55).

Análise das personagens

O conto se desenvolve em torno do Dr. Simão Bacamarte, não passando os outros personagens como referenciais. Relação dos principais:

a) Dr. Simão Bacamarte – filho da nobreza, a ciência era seu universo, seu “emprego único“, representando a figura do depotismo cientifista do século XIX, acabou se tronando vítima das própriasidéias;
b) D. Evarista da Costa e Mascarenhas – “senhora de vinte e cinco anos, viúva de um juiz de fora e não bonita nem simpática“ (Obra, pag. 09) é a eleita de D. Bacamarte para consorte de suas glórias científicas. Embora não fosse “bonita nem simpática“, o doutor a escolheu para sua esposa porque ela “reune condições fisiológicas e anatômicas de primeira ordem“, estando apta para lhe dar filhosrobustos, sãons e inteligentes, chegou a ser internada na Casa Verde por manifestar um certo desequilíbrio mental;

c) Crispim Soares – o boticário, muito amigo de Bacamarte e admirador de sua obra humanitária, também passou pela Casa Verde pois „não soube ser prudente em tempos de revolução“, aderindo momentaneamente à causa do barbeiro;

d) Padre Lopes – vigário local, homem de muitasvirtudes, e recolhido à Casa Verde justamente por isso;

e) Porfírio Caetano da Neves – barbeiro, apresenta a caricatura política na satírica machadiana, representa bem a ambição de poder quando lidera a rebelião que despôs o governo legal. Foi preso na Casa Verde duas vezes; primeiro, por ter lederado a rebelião; segundo, porque se negou a participar de uma segunda revolução „preso por ter cão, presopor não ter cão“.

Outros figurantes aparecem no conto, cada um apresentando anomalias e possíveis virtudes do ser humano. Há loucos de todos os tipos, daí a presença de tanta gente!

Importância das partes no desenrolar dos fatos no enredo

1) Na opinião de Bacamarte, a demência abrangia uma vasta superfície de cérebros.

“Supondo o espírito humano uma vasta concha, o meu fim, Sr. Soares,pe ver se posso extrair a pérola, que é a razão; por outros termos, demarcaremos definitivamente os limites da razão e da loucura. A razão é o perfeito equilíbrio de todas as faculdades; fora daí insânia, insânia e só insânia“. (Obra p. 20)

Uma vez que a razão devia ser o perfeito equilíbrio de todas as faculdades, a Casa Verde estava destinada a ser morada do mundo. E assim efetivamentecomeçou a ser.

“A loucura, objeto de meus estudos, era até agora uma ilha perdida no oceano da razão; começo a suspeitar que é um contingente“. (Obra p. 19)

E assim, em uma semana, vinte pessoas, das principais da vila, foram recolhidas à Casa Verde.

2) Um dia, contudo, Itaguaí acordou sobressaltada. Todos os loucos da Casa Verde iam ser postos na rua. Simão alegou que havia verificado...
tracking img