O adolescente no brasil e o ato infracional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1102 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O adolescente no Brasil e o ato infracional

A adolescência. Um período de mudanças corporais, psicológicas e sociais. O momento da vida em que afloram as bases da personalidade, da procura por independência e das intensas atividades e transformações. Porém, muitas vezes, comportamentos agressivos, rebeldes e inconsequentes desenvolvem-se nesta fase. Estes, quando aliados a estruturasfamiliares “corrompidas e instáveis, abrem caminho” para atitudes infracionais para esse menor.
Muitas vezes, esses jovens encontram um suposto abrigo nas drogas, em grande parte com o intuito de experimentação ou até mesmo como uma forma “rápida” de fugir dos problemas familiares, sociais e ou pessoais, assim como, também encontram refugio no mundo do crime, que faz dos mesmos, marionetes em suasmãos, sendo por vezes, descartáveis aos olhos dos bandidos. (considerados por alguns desses jovens, ídolos.)
Entende-se por tanto, que a adolescência é a fase da vida em que a pessoa se descobre como individuo separado dos pais; em que os pensamentos de curiosidade, de euforia, de “acelerar” as fases de uma vida e um tratamento adulto, surgem nestes jovens.
Claro, somente essas vontades ecuriosidades não justificam comportamentos inadequados, porém são fortes influencias para o desenvolvimento de tais atitudes.
Percebe-se ainda, que é necessário para este jovem, contrariar as ideia dos pais para que a fase de separação com os pais esteja completa. Muitas vezes, este período é de extrema dificuldade para este adolescente, pois de um lado tenta separar-se dos pais e por outro,encontra dificuldades para suportar, solucionar e conviver com as responsabilidades de uma vida adulta. A partir desta analise, já temos um dos motivos que levaria um adolescente a cometer certos delitos e por orgulho, desaproximar-se de seus pais e tentar assumir ou não suas consequências sem auxilio, sem divisão dos seus problemas, buscando respostas e ajuda, por exemplo, no crime, buscandofacilidades como “dinheiro fácil”, a não necessidade de estudar e uma suposta independência, que posteriormente serão agregados ao uso drogas.
É evidente que durante essa fase da vida é necessário que haja a presença da família e da sociedade no suporte a estes jovens, levando-se em conta que o mesmo poderá ser acolhido por outro “mundo”: O mundo da marginalização.
Sabemos que a sociedadeestabelece normas e regras subjetivas, que sem duvida, influenciam no contexto em este adolescente estará inserido. Por exemplo: Um garoto que convive com o “crime na porta de casa”, com pais irresponsáveis e inconsequentes, em uma sociedade que lhe apresenta um “caminho largo e fácil” para um falso sucesso financeiro e pessoal, dificilmente, por si só, se desviara de uma realidade fora da lei.
Apartir desta outra analise, encontramos outro fator que poderá levar este adolescente ao ato infracional: A sua relação com sigo, com a sociedade e com a realidade de como a mesma o influencia.
Os documentários “FALCÃO-MENINOS DO TRAFICO” e “O OUTRO LADO DA GUERRA” narra a trajetória de adolescentes que se associam ao trafico de drogas no Brasil.
São vários os fatores que causadores doenvolvimento de um adolescente com o ato infracional, mas os mais frequentes são o abandono do Estado e a ausência da figura paterna.
A relação entre pais e filhos mudou, a família tomou novas formas. Pais hoje, ocupados demais com o trabalho, em grupos familiares de cinco, seis pessoas, compostos por pai, mãe, meios-irmãos, padrasto, madrasta, sem tempo para, como antigamente, dar uma total atenção eeducação a seus filhos.
(Não importa o quão tradicional seja a educação que se pretende dar aos filhos, não se tem como ignorar os processos de formação da personalidade individual...)[ http://www.duplipensar.net/versoes/2003-07-adolescentes.html]
O documentário se passa na década de 1990, mas pode ser considerado atual, pois indiferente da época, todos passamos por esta fase da vida, a...
tracking img