O adolecente que pratica ato infracional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1757 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Sistema de Ensino Presencial Conectado
SERVIÇO SOCIAL

elaine cristina galvão melo
elizabeth borges da conceição
RUTE MEIRE DE SOUSA CORREA
SILVANA SILVA ALBUQUERQUE

O ADOLESCENTE QUE PRATICA ATO INFRACIONAL

Capanema-PA
2011
elaine cristina galvão melo
elizabeth borges da conceição
RUTE MEIRE DE SOUSA CORREA
SILVANA SILVA ALBUQUERQUE

O ADOLESCENTE QUE PRATICA O ATO INFRACIONAL

Trabalhoapresentado a disciplina Atividade Interdisciplinar como requisito de avaliação da Universidade Norte do Paraná – UNOPAR.
Professores: Lisnéia Rampazzo, Geane, Gleiton Lima e Rosane.

Capanema-PA
2011
1- INTRODUÇÃO

A violência cometida por adolescente infelizmente vem crescendo na nossa sociedade de forma alarmante, é o que mostra os meios de comunicações diariamente, um grande problema quemerece atenção especial por parte da sociedade, levando em conta que “a adolescência é violenta, mas a violência não é exclusivamente adolescente”. (MARTY, 2005, p.120).
Assim este trabalho tem como objetivo apresentar de início o conceito de ato infracional de acordo o Estatuto da criança de do adolescente (ECA), bem como abordar a violência.
A diante será discutido o que seria adolescência, o quesão medidas sócio-educativas e protetivas de acordo com o ECA 8069/90, e por fim será apresentado os programas de atendimento ao adolescente que cometem o ato infracional com base em um pesquisa de campo realizada no Centro de Referência Especializado de Assistente Social (CREAS) no Município de Capanema Estado do Pará.



2- O ADOLESCENTE COMO AUTOR DO ATO INFRACIONAL

Sabemos que tudo na vidamuda, as famílias não são mais as mesmas, os costumes estão se modificando e transformando a sociedade. A cada dia nos deparamos com situações assustadoras. Estamos vivendo em um cenário em que se fala muito no adolescente, adolescente este que a cada dia vira destaque nos meios de comunicações.
Infelizmente o destaque que nos referimos está ligado com a violência cometida pelos jovens, que éconhecida como ato infracional, que segundo o artigo 103º do Estatuto da Criança e do Adolescente é toda infração, conduta apresentada como crime ou contravenção cometida por adolescentes. No artigo “juventudes e violência” das autoras Ana Lucia Cannete e Kátia Maheirie é exposto que:

A ação criminosa ou infracional, que por vezes é empreendida por jovens, surge como uma adjetivação. Busca-se umapossibilidade de existência real e simbólica pela via infracional. Contudo, estes jovens autores de atos infracionais acabam fazendo do outro seu objeto, não se transformando, de fato, as relações desta sociedade que, tipicamente, buscam coisificar sujeitos. Além disso, não consegue transformar efetivamente suas condições econômicas, sendo, muitas vezes, a ação infracional, mais uma forma de contribuirpara seu extermínio, quando é morto ou apreendido pela polícia e passa a ser mais um jovem privado de liberdade, encarcerado. (2010, P. 585)

Segundo o professor François Marty (2005) a violência que é cometida por uma adolescente é resultado de um desamparo, da falta de apoio, proteção, principalmente por parte da família. Na realidade seria uma dificuldade no processo de subjetividade, onde aprática da violência seria uma tentativa para soluções, uma forma para se tranquilizar. E mais, “uma vez que explode, a violência traduz o sentimento de uma ameaça experienciada pelo adolescente ante o perigo vital”. (MARTY, 2005, P. 127)
Sabemos que a adolescência é marcada por períodos de transformações, mudanças, é a transição da fase infantil para a adulta, um processo em que o adolescente estátentando se encontrar em meio a tantas contradições, fatos que devem ser levados em consideração.
Diante disso a adolescência não deve ser entendida como um processo isolado, antes de tudo é necessário ter conhecimento dessa fase de desenvolvimento, lembrando que são estágios que o individuo terá que passar, ou seja, “o processo da adolescência é antes de tudo o acontecimento púrbetário; é um...
tracking img