O aborto e as religiões

Páginas: 6 (1474 palavras) Publicado: 18 de novembro de 2011
INTRODUÇÃO

Para discutir o aborto é imprescindível discutir como a vida começou.
É difícil encontrar uma pessoa que seja contra a “vida”. Assim como é difícil encontrar uma pessoa que consiga explicar o que é vida. Só no Aurélio há 18 tentativas. Por mais de dois mil anos, essa indefinição foi motivo de inquietação só para poucos filósofos. E a pergunta sobre o que é vida, e quando elacomeça, virou a principal questão para responder, entre outros assuntos como a manipulação de embriões humanos, o assunto de nosso trabalho que é a questão do aborto.
Encontramos vários questionamentos a respeito da origem da vida como:
Vida é quando acontece a fecundação? Isso significa dizer que cerca de metade dos seres humanos morre nos primeiros dias, já que é muito comum o embrião não conseguirse fixar na parede do útero, sendo naturalmente expelido pelo corpo.
Vida é o oposto de morte – e então ela se inicia quando começam as atividades cerebrais, por volta do 2º mês de gestação? Vida é um coração batendo, um feto com formas humanas, um bebê dando os primeiros gritos na sala de parto? Ou ela começa apenas quando a criança se reconhece como indivíduo, lá pelos 2 anos de idade? Paraoutros vida é o encontro de um óvulo e um espermatozóide e, portanto, não há qualquer diferença entre um zigoto de 3 dias, um feto de 9 meses e um homem de 90 anos. Mas então por que não existem velórios com coroas de flores, orações e pessoas de luto para embriões que morrem nos primeiros dias de gravidez? Essa é uma discussão cheia de contradições e repostas diferentes. Um debate em que a medicinafica mais perto de ser uma ciência humana do que biológica e em que freqüentemente se encontram cientistas usando argumentos religiosos e religiosos se valendo de argumentos científicos. Nosso enfoque será o religioso. Vamos, então, às resposta de algumas religiões a respeito do assunto e conseqüentemente se essas religiões são ou não a favor do aborto.

O QUE DIZEM AS RELIGIÕES SOBRE O ABORTO?• CATOLICISMO

Os teólogos fundamentais do catolicismo, como São Tomás de Aquino e Santo Agostinho aderiram a teoria de Aristóteles que defendia que ao aborto deveria ser permitido apenas até o 40º dia da gestação, e esta teoria acabou se tornando a tese oficial da Igreja para o surgimento da vida. E assim foi por um bom tempo – até o ano de 1588, quando o papa Sixto 5º condenou a interrupçãoda gravidez, sob pena de excomunhão. Nascia aí a condenação do Vaticano ao aborto, você deve estar pensando. Errado. O sucessor de Sixto, Gregório 9º, voltou atrás na lei e determinou que o embrião não formado não poderia ser considerado ser humano, e portanto, abortar era diferente de cometer um homicídio.essa visão perdurou até 1869, no papado de Pio 9º, quando a Igreja novamente mudou deposição. Foi a solução encontrada para responder à pergunta que até hoje perturba: quando começa a vida? Como cientistas e teólogos não conseguiam concordar sobre o momento exato, Pio 9º decidiu que o correto seria não correr riscos e proteger o ser humano a partir da hipótese mais precoce, ou seja, a da concepção na união do óvulo com o espermatozóide.
A opinião atual do Vaticano sobre o aborto, noentanto, só seria consolidada com a decisão dos teólogos de que o primeiro instante de vida ocorre no momento da concepção, e que, portanto, o zigoto deveria ser considerado um ser humano independente de seus pais. “A vida desde o momento de sua concepção no útero materno, possui essencialmente o mesmo valor e merece respeito como em qualquer estágio da existência. É inadmissível a sua interrupção”,afirma dom Rafael Llano Cifuentes, presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).
Portanto, para o catolicismo a vida começa na concepção, quando o óvulo é fertilizado formando um ser humano pleno e não é um ser humano em potencial. Por mais de uma vez, o papa Bento 16 reafirmou a posição da Igreja contra o aborto....
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Aborto e Religiões
  • Religiões
  • As religiões
  • Religioes
  • Religiões
  • Religiões
  • Religiões
  • religiões

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!