I - globalização e mercado: causas da debilidade da identidade do estado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4461 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O processo de globalização, a cada dia que passa, tem de variadas formas interligado os povos dos mais longínquos recantos do mundo, das mais variadas culturas, religiões, línguas, economias, estreitando costumes e, com essa integração, possibilitando a elevação de níveis de vida de muitas comunidades, graças às sofisticadas tecnologias postas à disposição da comunidade internacional. Enquantodiminui o analfabetismo de um lado, contribui para a liberdade do ser humano, ao aproximar longínquos e esquecidos Estados, através dos meios de comunicação e da liberdade de imprensa.
Nesse sentido é que a formação da sociedade global modifica substancialmente as condições de vida e trabalho, os modos de ser, sentir, pensar e imaginar. Assim como modifica as condições de alienação e aspossibilidades de emancipação de indivíduos, grupos, etnias, minorias, classes, sociedades, continentes. ( Ianni, 1996, p. 52).
Essa onda globalizante provoca transformações com suas implicações econômicas, políticas e sociais, resultando na dissolução de fronteiras, numa dança que define as forças dominantes, ora num, ora noutro território. Gera, com isso, o enfraquecimento do Estado-nação, que não maismonopoliza essas forças, as quais invadem territórios rasgando fronteiras e que são representadas por corporações empresariais, conglomerados, organizações e agências transnacionais. São os fluxos de capitais, pessoas, dinheiro e outros que passam a definir o lugar de importância no momento, pelos seus mais variados aspectos e que foi denominado por Castells como "espaços fluxos".
Também foiimpulsionada pelas facilidades de intercâmbio e processo de informações, em razão das inovações da tecno-informação, que modernizou, agilizou e reduziu os custos das comunicações.
Com a globalização da informação e da informática possibilita-se no mesmo momento realizar transações comerciais e remessa de capitais on-line para os mais variados pontos do globo. Muitas dessas trocas de conhecimentos,produtos, serviços, dinheiro que ocorrem entre indivíduos, por meio de operações eletrônicas realizadas através da atmosfera, à velocidade da luz, de outro lado, colocam em xeque os sistemas de segurança das nações, facilitando e favorecendo o cometimento de diversos crimes, entre eles a lavagem de dinheiro de origem ilícita.
A renúncia aos controles (fronteiriços) no trânsito de capitais colocouem marcha uma desastrosa dinâmica interna, que sistematicamente desengata a soberania das nações e já há muito apresenta traços anárquicos. Os Estados perdem sua soberania fiscal, os governos tornam-se passíveis de extorsão, as autoridades policiais defrontam-se, impotentes, com organizações criminosas que escondem muito bem seu capital. (Martin, 1999, p. 89)
Nesse diapasão, não só osparticulares, ou associações, ou empresas transnacionais se interligam, mas também, e não poderia ser diferente, os Estados passam a exercer entre si uma relação mais estreita, através de um processo de dominação entre as potências mais desenvolvidas e os países menos desenvolvidos, especialmente no que se refere aos aspectos econômico e político. Essa interdependência entre as nações forma uma sociedadeglobal que alguns autores definem como um tipo de organização mundial complexa, que já estaria institucionalizada em agências mais ou menos ativas como a Organização das Nações Unidas (ONU) , o Fundo Monetário Internacional (FMI), o Banco Mundial (BIRD) e muitas outras.
Evidentemente, a preponderância econômica das nações mais desenvolvidas, como se disse anteriormente, traz também em si um outrofator, no nosso entender negativo, que é a dominação política dos povos.
Há, portanto, uma hierarquização econômica e política entre as nações. As conseqüências econômicas, representadas pelos investimentos ou outras ajudas aos países necessitados, chegarão quase sempre agregadas com os efeitos da dominação política.
Não restam dúvidas, no entanto, de que os investimentos diretos decorrentes...
tracking img