E voting

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 248 (61836 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
VOTO ELECTRÓNICO
Discussão técnica dos seus problemas e oportunidades

Edição: Pedro Antunes Autores (por ordem alfabética): André Zúquete António Ferreira Carlos J. Costa Domingos Magalhães Duarte Vieira Filipe Simões João Ferreira Dias Luís Carriço Paulo Ferreira Pedro Antunes Rui Joaquim

Maio de 2008

Financiado pela

ÍNDICE
Introdução Voto electrónico Tipos de sistemasPropriedades
Propriedades inerentes à democracia Propriedades inerentes aos sistemas de votação electrónica Requisitos desejáveis dos sistemas de votação electrónica

2 2 2 2
2 2 2

Sistema genérico
Comparação entre ambientes de votação

2
2

Questão da caixa negra Fontes de complexidade Voto electrónico e resiliência Riscos dos sistemas de votação electrónica Riscos associados a falhas desistema
Falhas de componentes Falhas de sistema

2 2 2 2 2
2 2

Erro humano
Lapsos e deslizes Enganos relacionados com procedimentos Enganos relacionados com conhecimento

2
2 2 2

Riscos de sabotagem Análise de riscos Perspectiva técnico-jurídica
Organizações Internacionais

2 2 2
2

Voto Electrónico

2

Quadro do sistema eleitoral em Portugal Quadro para o voto electrónico emPortugal Sobre a legislação a produzir em Portugal

3 3 3

Arquitecturas
Sistema proposto por Fujioka, et al. Sistema FOO Sistema EVOX Sistema Sensus Sistema REVS Sistema proposto por Kofler, et al. Oasis Election Cybervote Quadro resumo

3
3 3 3 3 3 3 3 3 3

Arquitectura de referência Perspectiva sobre o voto pela Internet REVS – Um protocolo robusto de votação electrónica pela InternetAnálise dos protocolos existentes Arquitectura do REVS Processo eleitoral no REVS Avaliação do sistema REVS Experiência

3 3 3
3 3 3 3 3

MobileREVS - um sistema de votação electrónica para dispositivos móveis
Requisitos específicos Desafios técnicos Arquitectura e processo de votação Módulo Eleitor Processo de votação

3
3 3 3 3 3

Voto Electrónico

3

Criptografia ComunicaçãoTratamento dos boletins de voto Armazenamento Avaliação das propriedades Avaliação dos requisitos

4 4 4 4 4 4

Suporte à mobilidade dos votantes
Vulnerabilidades do Módulo Eleitor do REVS Novo sistema do votante Funcionalidade

4
4 4 4

Votação electrónica no Brasil: reflexões
Introdução Montagem do sistema eleitoral Arquitectura do sistema Processo de votação Resultados de auditoriasReflexões

4
4 4 4 4 4 4

Experiências europeias
Síntese dos resultados das experiências europeias

4
4

Experiências portuguesas de 2004 e 2005
Análise dos relatórios de auditoria das experiências Síntese dos resultados das experiências portuguesas

4
4 4

Experiência portuguesa de 2004: Perspectiva técnica
Sobre o contexto em que foi realizada a experiência Sobre o papel dosavaliadores Falhas detectadas relacionadas com os equipamentos Falhas detectadas nos procedimentos de operação do sistema

4
4 4 4 4

Voto Electrónico

4

Falhas detectadas no processo de votação Usabilidade dos dispositivos Informação disponibilizada aos eleitores

5 5 5

O caso das eleições na Flórida Auditoria
Objecto da auditoria Definição da metodologia de avaliação Definição dosobjectivos a atingir

5 5
5 5 5

Auditoria proactiva Simulador de auditoria
Característica técnicas do protótipo Funcionalidades do protótipo

5 5
5 5

Identidade digital e voto electrónico Suspeições e teorias da conspiração Mais propriedades Ainda mais propriedades: A visão do Conselho da Europa Pareceres oficiais
Reino Unido EUA Comissão Europeia Portugal

5 5 5 5 5
5 5 5 5Sobre os autores

5

Voto Electrónico

5

INTRODUÇÃO
Pedro Antunes
Os sistemas de votação electrónica são sistemas que, quer pelos suas características e limitações quer pelo seu impacto social, estão actualmente sujeitos a um escrutínio muito cuidadoso em todo o mundo. São de certo modo nobres os objectivos que levam ao desenvolvimento de sistemas de votação electrónica, sobretudo após...
tracking img