E-commerce

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6424 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
E-Gestão e Desenvolvimento, 19 (2011), 67-90

AVALIAÇÃO EXTERNA DE AMBIENTES DE E-COMMERCE
Tomé Rodrigues e António Andrade

*

Resumo: Na vasta literatura existente sobre avaliação de
websites e/ou portais, qualidade, web-design e usabilidade são as
dimensões mais utilizadas na criação de modelos de avaliação, no
entanto, encontramos evidencias para a importância da estratégia
comodimensão condicionadora de todas as outras. Não encontrando
registo da união das quatro dimensões num único modelo,
apresentamos uma proposta de visão integrada, para uma avaliação
externa de ambientes de e-commerce, uma vez que a probabilidade de
sucesso de um website depende da integração das dimensões
referidas e fatores externos capazes de acrescentar valor ao
consumidor.
Palavras-chave:Avaliação, Website, Portal, Modelo, Qualidade, Usabilidade,
Design, Informação, Utilizador, Internet.
Abstract: In the vast literature on Web site evaluation and / or
portals, quality, usability and web design are the most used
dimensions in the creation of evaluation models, however, we found
evidence of the importance of strategy as a dimension that all the
others depend on. As we haven’tfound any record of the union of the
four dimensions in a single model, we present a proposal for an
integrated vision, for an external evaluation of e-commerce
environments, since the probability of success of a website depends on
the integration of these dimensions and external factors that can add
value to the consumer.
Keywords: Evaluation, Website, Portal, Model, Quality, Usability,Design,
Information, User, Internet.

*

UCP – Universidade Católica Portuguesa, FEG – Faculdade de Economia e Gestão.
E-mail: aandrade@porto.ucp.pt

Tomé Rodrigues e António Andrade
1. INTRODUÇÃO
Nos dias de hoje a Internet assume um papel cada vez mais importante
nas vidas de pessoas e empresas. É um marketplace global onde os
agentes económicos interagem e evoluem.
Sendo os websitesa base da Internet estamos, obviamente, muito
familiarizados com eles. Sem eles o e-commerce não faria sentido!
Porém, por diversas razões, nem todos os sites ou portais têm o
sucesso que os seus investidores desejam. Este facto leva-nos a uma
questão: poderá a avaliação externa de ambientes de e-commerce apoiar
os investidores e/ou gestores a desenvolver um website com superior
potencial desucesso? Desta questão decorre uma outra: quais as
dimensões que devem ser avaliadas tendo em consideração o site/
industria/ target?
No intuito de responder a estas questões procedemos a uma extensa
revisão literária, que nos levou a apresentar a nossa visão representada
num modelo a ser testado futuramente, que pensamos ser de interesse
académico para os investigadores no domínio deavaliação de websites
e/ou portais.
2. WEBSITE
De acordo com Carvalho et al. (2005) um website corresponde a um
conjunto estruturado de páginas web que representam uma entidade ou
uma pessoa. Os websites estão acessíveis através de um browser†.
Devido à diversidade de formatos da web, esta segundo Lévy (2000),
está muito próxima do conceito de unimédia, ou seja, os sites estão em
constanteconstrução e renovação podendo ser alterados em qualquer
momento pelo webmaster‡.
2.1. Funções do Website
“Um site pode dispor informação ou pode proporcionar atividades
pré-definidas, isto é, pode ter funcionalidades que permitam ao utilizador
fazer mais do que observar e navegar” (Carvalho et al., 2005:21).
Deste modo um site pode integrar uma ou mais funções que se
apresentam seguidamente: Expositor de informação;



Explorador da internet, p.e. Firefox, Opera ou Safari
Profissional que desenvolve a arquitetura de um website

68

AVALIAÇÃO EXTERNA DE AMBIENTES DE E-COMMERCE

 Coletor de informação;
 Meio de comunicação entre utilizadores;
 Instrumento de trabalho.
A dinâmica da atividade do utilizador está intrinsecamente relacionada
com a sua aprendizagem...
tracking img