2. Explique brevemente a concepção racionalista de ciência.
 Na concepção racionalista, que vai dos gregos ao fim do século XVII, a ciência é definida como um conhecimento racional dedutivo edemonstrativo semelhante à matemática, capaz de provar a verdade necessária e universal de seus enunciados, sem deixar dúvidas. Envolve o modelo de objetividade da matemática.

3. Explique brevementea concepção empirista de ciência.
 Na concepção empirista, que vai da medicina grega e Aristóteles ao fim do século XIX, a ciência é definida como uma interpretação dos fatos baseados em observações eexperimentos que permitem estabelecer induções e que, ao serem completadas, oferecem a definição do objeto, suas propriedades e suas leis de funcionamento. Envolve o modelo de objetividade da medicina gregae da história natural do século XVII.

4. Explique brevemente a concepção construtivista de ciência.
 Na concepção construtivista iniciada em nosso século, a ciência é uma construção de modelosexplicativos para a realidade e não uma representação da própriarealidade. Envolve o modelo de objetividade que advém da ideia de razão comoconhecimento aproximado, que pode ser corrigido, modificado,abandonado por outro mais adequado aos fenômenos. Em resumo, esta ciência contemporânea julga que os fatos e os fenômenos novos podem exigir a elaboração de novos métodos, novas tecnologias e novasteorias.

5. O que significam as expressões: “hipotético-dedutivo” e “hipotético-indutivo”.
A expressão “hipotético-dedutivo” era a forma apresentada pela concepção racionalista, que definia o objeto e suasleis e disso deduzia propriedades, efeitos posteriores, previsões. A expressão “hipotético-indutivo” era a forma de concepção empirista, queapresentava suposições sobre o objeto, realizava observaçõese experimentos, chegando à definição dos fatos, as suas leis, as suas propriedades, os seus efeitos posteriores e a previsões.

6. Quais os princípios do ideal de cientificidade na concepção... [continua]

Ler trabalho completo

Citar Este Trabalho

APA

(2012, 11). E alguns exemplos de certezas de senso comum e sua refutação pelas ciencias trabalhos escolares e acadêmicos prontos. TrabalhosFeitos.com. Retirado 11, 2012, de http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/e-Alguns-Exemplos-De-Certezas-De/490956.html

MLA

"E alguns exemplos de certezas de senso comum e sua refutação pelas ciencias trabalhos escolares e acadêmicos prontos" TrabalhosFeitos.com. 11 2012. 2012. 11 2012 <http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/e-Alguns-Exemplos-De-Certezas-De/490956.html>.

MLA 7

"E alguns exemplos de certezas de senso comum e sua refutação pelas ciencias trabalhos escolares e acadêmicos prontos." TrabalhosFeitos.com. TrabalhosFeitos.com, 11 2012. Web. 11 2012. <http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/e-Alguns-Exemplos-De-Certezas-De/490956.html>.

CHICAGO

"E alguns exemplos de certezas de senso comum e sua refutação pelas ciencias trabalhos escolares e acadêmicos prontos." TrabalhosFeitos.com. 11, 2012. Acessado 11, 2012. http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/e-Alguns-Exemplos-De-Certezas-De/490956.html.