C.o.z.o

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2153 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

Organizações bem sucedidas freqüentemente possuem duas coisas em comum: a habilidade de alcançar os objetivos corporativos, não importando as condições de mercado, e a habilidade de gerenciar riscos. Os riscos existem e estão em constante alteração. Eles podem construir obstáculos que dificultam ou mesmo impedem a organização de alcançar as expectativas dos acionistas e dosanalistas de mercado. Entretanto, um gerenciamento de risco pró-ativo possibilita à organização preparar-se para o inesperado e reduzir a volatilidade negativa de indicadores contábeis, financeiros e operacionais.

Atualmente a Auditoria Interna vem passando por mudanças bastante profundas nas últimas décadas, que envolvem não apenas alterações no instrumental e na metodologia, como também na suaprópria função nas empresas. As questões do momento são: como aprimorar os sistemas de controles internos? Como minimizar os riscos empresariais? Qual o melhor método para administrar os riscos?

Foi neste contexto que surgiu em 1985, nos Estados Unidos, a National Commission on Fraudulent Financial Reporting (Comissão Nacional sobre Fraudes em Relatórios Financeiros) e seu primeiro objeto de estudofoi os controles internos. Por fim, em 1992, foi publicado o trabalho "Internal Control - Integrated Framework" (Controles Internos – Um Modelo Integrado). Esta publicação tornou-se referência mundial para o estudo e aplicação dos controles internos. Posteriormente a Comissão transformou-se em Comitê, que passou a ser conhecido como C.O.S.O. - The Comitee of Sponsoring Organizations (Comitê dasOrganizações Patrocinadoras). O C.O.S.O. é uma entidade sem fins lucrativos e dedicada à melhoria dos relatórios financeiros através da ética, efetividade dos controles internos e governança corporativa.

O Comitê das Organizações Patrocinadoras, em definição padrão, deliberou o conceito para controles internos e emitiu o relatório que provê uma matriz com a qual as organizações podem revisar emelhorar seus sistemas de controle internos. Em linhas gerais, o sistema C.O.S.O. Report auxilia na identificação dos objetivos essenciais do negócio de qualquer organização e define controle interno e seus componentes, fornecendo critérios a partir dos quais os sistemas de controle podem ser avaliados. Essa definição satisfaz as necessidades de diversos usuários e provê uma matriz com a qual aentidade pode avaliar e melhorar seus sistemas de controles internos (COCURULLO, 2004, p. 68).

A partir destas definições vários conceitos fundamentais devem ser utilizados como premissa: (a) como um processo, controles internos são um meio para se chegar ao fim, não o fim por si só; (b) controles internos são afetados por pessoas; (c) controles internos podem prover garantias razoáveis, mas nãouma garantia efetiva; e (d) finalmente, são engrenados a alcançar objetivos em uma ou mais categorias sobrepostas (COCURULLO, 2004, p. 68).

Para o C.O.S.O., a integração dos controles se baseia no uso de uma estrutura tridimensional (o chamado cubo do C.O.S.O.), cujas dimensões compreendem os objetos de avaliação, as categorias de atividades de controle e os componentes de controle, da seguinteforma: (a) na primeira dimensão estão as três categorias de atividades de controle: processo, registro e conformidade; (b) na segunda dimensão estão os objetos de avaliação, ou seja, as unidades administrativas que deverão ser avaliadas; e (c) os cinco componentes de controle estão na terceira face: ambiente de controle, avaliação de risco, controle das atividades, processo de comunicação e amonitoração (BERGAMINI JUNIOR, 2005, p. 149-188).
Ambiente de Controle

Segundo o Comitê das Organizações Patrocinadoras, o ambiente de controle estabelece a fundação para o sistema de controle interno fornecendo a disciplina e a estrutura fundamentais (C.O.S.O., 2006). Para Cocurullo (2004, p. 70), trata-se do tom de uma organização e o modo como opera. Como tal, é a base para todos os outros...
tracking img