A vida como ela é

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 260 (64884 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
COLEÇÃO DAS OBRAS DE NELSON RODRIGUES Coordenação de Ruy Castro 1. O casamento (romance) 2. A vida como ela é... O homem fiel e outros contos 3. O óbvio ululante: primeiras confissões (crônicas) 4. À sombra das chuteiras imortais (crônicas de futebol) 5. A coroa de orquídeas e outros contos de A vida como ela é...

http://groups.google.com/group/digitalsource

A edição das obras de NelsonRodrigues conta com o apoio da Unicamp

NELSON RODRIGUES

A VIDA COMO ELA É...
O HOMEM FIEL e outros contos

Seleção: RUY CASTRO

5ª reimpressão

Copyright © 1992 by Espólio de Nelson Falcão Rodrigues Capa: João Baptista da Costa Aguiar Preparação: Marcia Copola Revisão: Marcos Luiz Fernandes Ana Maria Barbosa

Agradecemos a Sérgio Machado a gentileza da cessão de material inéditoincluído neste livro

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) Rodrigues, Nelson, 1912-1980. A vida como ela é — : O homem fiel e outros contos Nelson Rodrigues ; seleção Ruy Castro. — São Paulo Companhia das Letras, 1992. ISBN 85-7164-283-4 1. Contos brasileiros I. Castro, Ruy, 1948- II. Título 92-2828
CDD-869.935

Índices para catálogosistemático: 1. Contos : Século 20 : Literatura brasileira 869.35 2. Século 20 : Contos : Literatura brasileira 869.35

1994 Todos os direitos desta edição reservados à EDITORA SCHWARCZ LTDA. Rua Tupi, 522 01233-000 — São Paulo — SP Telefone: (011) 826-1822 Fax: (011) 826-5523

CONTRA CAPA
A vida como ela é... (com reticências e tudo) era um conto que Nelson Rodrigues escrevia diariamente paraÚltima Hora, o jornal de Samuel Wainer. Durante dez anos, de 1951 a 1961, Nelson criou quase 2 mil histórias de amor, paixão e morte em torno de um tema único e obsessivo — o adultério. Elas o tornaram popularíssimo, mas consolidaram a reputação de “tarado” que os conservadores já lhe atribuíam por suas peças de teatro. Talvez por isso — ou porque A vida como ela e... saísse junto à seção decrimes de um vespertino — os contos de Nelson pareciam “fora da literatura”. O preconceito impediu que ele fosse reconhecido como um dos grandes contistas da língua. A reabilitação começa agora com este primeiro volume de A vida como ela é..., com 45 das histórias favoritas do próprio Nelson (entre as quais dez inéditas em livro, a famosa “A dama do lotação” e uma rara história em seis partes, “Paixãode morte”). E este é só o começo.

Seleção de Ruy Castro

ORELHAS DO LIVRO
Durante dez anos, de 1951 a 1961, Nelson Rodrigues escreveu sua coluna A vida como ela é... para o jornal Última Hora, de Samuel Wainer. Seis dias por semana, chovesse ou fizesse sol. A chuva podia ser como “a do quinto ato do Rigoletto” e o sol, daqueles “de derreter catedrais”, segundo ele. Todo dia, com umapaciência chinesa e uma imaginação demoníaca, Nelson escrevia uma história diferente. E quase sempre sobre o mesmo assunto: adultério. Desse tema tão simples e tão eterno, ele extraiu quase 2 mil histórias. Os ficcionistas que fingem se levar a sério precisam de toda uma aura de mistério para criar. Nelson dispensava esse mistério. Chegava cedinho à redação, acendia um cigarro e, na frente dos colegas,entre miríades de cafezinhos, escrevia A vida como ela é... As histórias saíam de casos que lhe contavam, da sua própria observação dos subúrbios cariocas ou das cabeludas paixões de que ele ouvira falar em criança. Mas principalmente da sua meditação sobre o casamento, o amor e o desejo. O cenário dos contos de A vida como ela é... é o Rio de Janeiro dos anos 50. Uma cidade em que casanovas deplantão e mulheres fabulosas flertavam nos ônibus e

bondes; em que poucos tinham carro, mas esse era um Buick ou um Cadillac; em que os vizinhos vigiavam-se uns aos outros; e em que maridos e mulheres viviam sob o mesmo teto com as primas e os cunhados, numa latente volúpia incestuosa. Uma cidade em que, como não havia motéis, os encontros amorosos se davam em apartamentos emprestados por...
tracking img