A verdade sobre a gordura saturada

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 52 (12896 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A Verdade Sobre a Gordura Saturada
[The Truth About Saturated Fat]
Mary Enig, PhD* e Sally Fallon**
Tradução: Odi Melo www.melnex.net

As gorduras de origem vegetal e animal propiciam uma fonte concentrada de energia na dieta

alimentar. Elas também fornecem os elementos formadores das membranas das células, além
de uma variedade de hormônios e substâncias assemelhadas. Quando fazem partede uma
refeição, as gorduras retardam a absorção, a fim de que possamos ficar mais tempo sem
sentir fome. Além disso, elas funcionam como portadoras das importantes vitaminas A, D, E e
K, que são solúveis em gordura (lipossolúveis). As gorduras da dieta alimentar são necessárias
para converter caroteno em vitamina A, para absorção de minerais e para uma gama de outros
processos.
A nutrição"politicamente correta" é baseada na suposição de que devemos reduzir a ingestão
de gorduras, principalmente as saturadas e de origem animal. As gorduras de fonte animal
também contêm colesterol, que é apresentado como um ―vilão gêmeo‖ da dieta civilizada.
A hipótese lipídica
A teoria (chamada "hipótese lipídica") de que há uma relação direta entre a quantidade de
gordura e o colesterol dadieta alimentar na incidência de doenças cardiocor onárias foi
proposta por um pesquisador chamado Ancel Keys, no final da década de 1950. Inúmeros
estudos subseqüentes têm questionado seus dados e suas conclusões. No entanto, os artigos
de Keys receberam muito mais publicidade do que aqueles que apresenta vam posições
alternativas.
As indústrias de óleos vegetais e de processamento dealimentos, principais beneficiários de
qualquer pesquisa que condene os alimentos tradicionais (seus concorrentes) passaram a
promover e financiar mais pesquisas, concebidas para dar suporte à hipótese lipídica.
O mais conhecido defensor da dieta com pouca gordura foi Nathan Pritikin. Na verdade, Pritikin
advogava a eliminação do açúcar, da farinha branca e de todos os alimentos processados da
dietaalimentar, e recomendava o uso de alimentos crus e frescos, grãos integrais e um
programa com exercícios físicos vigorosos. Mas foram os aspectos do seu regime com baixa
gordura que receberam as maiores atenções da mídia. Seus seguidores achavam que tinham
perdido peso e que seus níveis de colesterol no sangue, bem como a pressão sangüínea,
haviam declinado.
O sucesso da dieta Pritikindeveu-se provavelmente a vários fatores que nada tinham a ver
com a redução das gorduras na dieta alimentar. Só a perda de peso, por exemplo, já pre cipita
uma redução nos níveis de colesterol do sangue. Mas Pritikin logo descobriu que a dieta sem
gorduras apresentava muitos problemas, sendo um dos mais importantes o fato de que as
pessoas simplesmente não conseguiam permanecer na sua dieta. Aquelesqu e tinham força de
vontade suficiente para continuar sem ingerir gorduras por algum tempo, apresentavam vários
problemas de saúde, inclusive falta de energia, dificuldade de concentração, depressão,
aumento de peso, e deficiência de minerais.1
Pritikin pode ter salvo a si mesmo de doenças cardíacas, mas sua dieta com pouca gordura
não o salvou do câncer. Ele morreu por suicídio, na flor daidade, quando se deu conta de que
o seu regime espartano não estava curando a leucemia que ele tinha. Ninguém tem que
morrer por doença cardíaca, por câncer, ou por seguir uma dieta que cause depressão.
Quando os problemas com seu regime sem gordura se tornaram aparentes, Pritikin introduziu
uma pequena quantidade de gordura de origem vegetal em sua dieta, algo em torno d e 10%
da ingestãocalórica total. Hoje, os ―dietocratas‖ nos aconselham a limitar as gorduras a 25 30% da ingestão calórica, o que significa mais ou menos 70 gramas, ou 5 colheres de sopa por
dia numa dieta de 2.400 calorias. Controlar cuidadosamente a ing estão de gorduras e evitar as
gorduras animais, dizem eles, é o segredo para uma saúde perfeita.

2
A "prova" que dá suporte à hipótese lipídica
Esses...
tracking img