A transferência

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3295 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A TRANSFERÊNCIA

Apenas uma parte da vida pulsional do sujeito consegue passar por todo o processo de desenvolvimento psíquico. Esta parte é dirigida para a realidade e fica à disposição do consciente e faz parte dele.

A outra parte, foi retida no curso do desenvolvimento e, ou permanece no inconsciente, ou só pode sair de lá através das formações do inconsciente, como os sonhos, ossintomas, os atos falhos, ou as fantasias.

Trata-se aqui de uma repetição de protótipos infantis vivida com um sentimento de atualidade acentuada. A transferência é reconhecida como o terreno em que se dá a problemática de um tratamento psicanalítico, pois são a sua instalação, as suas modalidades, a sua interpretação e a sua realização que caracterizam este processo.

Segundo Freud, a transferênciaé necessariamente ocasionada durante o tratamento psicanalítico, embora também aconteça fora da situação analítica. A transferência é constante nas diversas relações sejam elas profissionais, hierárquicas, amorosas, etc.

O padrão da vida erótica de um sujeito é um combinado entre a sua disposição inata e as influências sofridas durante os primeiros anos de vida.

Essas experiências produzemclichês, estereótipos, que se repetem durante toda a vida da pessoa.

Esses clichês podem mudar frente a experiências atuais, como um processo analítico ou outras circunstâncias vividas pelo sujeito em sua vida atual.

Apenas uma parte da vida pulsional do sujeito consegue passar por todo o processo de desenvolvimento psíquico. Esta parte é dirigida para a realidade e fica à disposição doconsciente e faz parte dele.

A outra parte, foi retida no curso do desenvolvimento e, ou permanece no inconsciente, ou só pode sair de lá através das formações do inconsciente, como os sonhos, os sintomas, os atos falhos, ou as fantasias.

Se a necessidade de amar não é satisfeita pela realidade, o sujeito vai se aproximar de cada pessoa com idéias libidinais antecipadas.

Assim é normal que oconteúdo libidinal insatisfeito dirija-se para a figura do terapeuta, possibilitando a instalação da transferência.

A repetição na transferência pode ocorrer em relação a uma representação da figura paterna, materna, fraterna, ou outras.

A transferência é estabelecida não apenas por idéias antecipadas inconscientes mas também pelas conscientes.

Os fenômenos transferenciais são novasedições, cópias das tendências e dos fantasmas, que precisam ser despertadas e tornadas conscientes pelos avanços da análise.

Seu traço característico é o de substituir uma pessoa conhecida da sua própria história, pela pessoa do analista, repetindo o mesmo padrão de comportamento vivido anteriormente com esta pessoa.

O caráter automático da transferência é acompanhado, no paciente, por ocasiãode sua repetição, por uma cegueira total. O paciente esquece completamente de que a realidade analítica não tem nada a ver com a situação vivenciada no passado responsável pelo afeto intolerável que ele insiste em reproduzir.

A intervenção do analista é decisiva neste momento. É preciso que ele compreenda em que lugar o cliente lhe coloca, que se preste a ser depositário deste papel, semesquecer que apenas se presta a esse papel. Tal distanciamento por parte do analista é o que possibilita ao cliente analisar essa transferência e progredir na análise.

DUAS QUESTÕES DE INTERESSE PARA OS PSICANALISTAS

Por que a transferência ocorre, mais intensa, em indivíduos neuróticos em análise do que em outras pessoas desse tipo que não estão sendo analisadas?

Por que razão, atransferência surge tanto como uma das resistências mais poderosa ao tratamento, quanto como um veículo de cura e condição de sucesso da análise?

A OPINIÃO DE FREUD

Não é fato que a transferência surja com maior intensidade e ausência de restrições durante a análise do que fora dela.

Em doentes não tratados de modo analítico, a transferência ocorre com maior intensidade e sob as formas mais...
tracking img