A teoria das restrições

Páginas: 76 (18994 palavras) Publicado: 18 de novembro de 2011
A Teoria das Restrições - Theory of Constraints - TOC
Na década de 70, o físico israelense Eliyahu Goldratt, elaborou um método de administração da produção, pois ficou intrigado com os métodos tradicionais, sendo que os mesmos não tinham lógicas nenhuma.
No começo da década de 80 escreveu o livro, A meta, onde se dedicou a elaborar mais o seu método e a disseminá-lo. Neste livro écriticado o método de administração tradicional, onde está incluso a contabilidade de custos por ser considerada o inimigo número um da competitividade no mundo ocidental que de acordo com Corbett (1997;p 39) "ele ganhou muitos opositores a Theory of constraints - TOC, mas também chamou muita a atenção daquelas pessoas que não acreditavam mais na contabilidade de custos como fornecedora deinformações".
O livro foi escrito em forma de romance, onde descreve as experiências do autor, na elaboração de métodos de otimização de processos industriais, empregando o programa Optimum Production Technology (OPT), que é uma aplicação metodológica de Pesquisa Operacional, que é considerada uma variante da filosofia JIT.
Segundo Goldratt apud Padoveze (1994; p.387), "o que determina aresistência, ‘a força’ de uma corrente (um processo fabril, por exemplo), é seu elo fraco. Só existe um elo fraco numa corrente. Este elo fraco restringe o melhor desempenho de toda a corrente (de todo o processo). Essa restrição ou gargalo é que deve ser imediatamente trabalhada. Eliminada a primeira restrição, outras restrições, outros elos fracos da corrente, irão aparecer, e assim sucessivamente,num contínuo aperfeiçoamento e fortalecimento do processo produtivo e empresarial".
Dentro da filosofia OPT um inventário é deliberadamente mantido apenas para impedir que os pontos de restrições ou gargalos impeçam o desenvolvimento contínuo do fluxo de produção e impedir vendas. Exceto nesses casos, mantém a filosofia JIT de meta de estoque inexistente.
Goldratt apud Padoveze(1994; p. 387) tem expressado, até de forma violenta, que "a contabilidade de custos não tem valor nenhum para a empresa, sendo até um empecilho para o atingimento de suas metas de resultados positivos. Partindo do pressuposto de que quem faz o preço é o mercado, uma contabilidade de custos para apenas apurar custos e formar preços de venda não tem sentido nenhum. Segundo ele, deve haver uma mudançaradical no pensamento dos empresários de forma que ‘abandonem o mundo dos custos, para qual foram treinados, e ingressem no mundo dos ganhos, em que está a intuição e os resultados positivos’"
Essa publicação serviu de abordagem para expandir outras áreas da empresa, inclusive servindo de novos instrumentos para a Contabilidade Gerencial.
O princípio que se baseia a TOC é de queexiste uma causa comum para muitos efeitos, que os fenômenos que vemos são conseqüência de causas mais profundas, levando a ter uma visão sistêmica da empresa.
Toda empresa é considerada como um sistema na TOC, isto é um conjunto de elementos entre os quais há alguma relação de interdependência. Corbett (1997;p 39) refere que "cada elemento depende um do outro de alguma forma, e o desempenhoglobal do sistema depende dos esforços conjuntos de todos os seus elementos".
O conceito chave da TOC, refere-se a restrição, ou seja, o fator que restringe a atuação do sistema como um todo. Goldratt, apud Corbett (1997; p.39) explica que: "o primeiro passo é reconhecer que todo sistema foi constituído para um propósito; não criamos nossas organizações sem nenhuma finalidade. Assim, toda açãotomada por qualquer parte da empresa deveria ser julgada pelo seu impacto no propósito global. Isso implica que, antes de lidarmos com aprimoramentos em qualquer parte do sistema, primeiro precisamos definir qual é a meta global do mesmo e as medidas que vão permitir que possamos julgar o impacto de qualquer subsistema e de qualquer ação local nessa meta global [...] A restrição de um sistema...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Teoria das restricoes
  • Teoria da restrições
  • Teoria das Restriçoes
  • Teoria das restrições
  • Teoria das restrições
  • Teoria das Restrições
  • A teoria das restrições
  • Teoria das Restrições

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!