A teoria da classe ociosa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1275 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Veblen

“A Teoria da Classe Ociosa”

Histórico
• Thorstein Bunde Veblen (30 de julho de 1857 - 3 de agosto de 1929)

• Filho de imigrantes noruegueses.
• Veblen se formou em Filosofia pela Universidade Johns Hopkins e doutorou-se por Yale • Em 1919, Veblen foi um dos fundadores da New School for Social Research.

• Sua obra mais famosa é The Theory of the Leisure Class

Informações
• Foi umeconomista e sociólogo estadunidense • Veblen é considerado o fundador da escola institucionalista de economia, ao lado de John Commons e de Wesley Mitchell.

• Por sua ênfase nos usos e costumes sociais como fenômenos explicativos da atividade econômica, ele é considerado o fundador da economia institucional do pensamento
econômico.

Obras principais
• The Theory of the Leisure Class (1899), • TheInstinct of Workmanship (1914), • Imperial Germany and the Industrial Revolution (1915), • The Higher Learning in America (1918), • Absentee Ownership (1923)

• The Theory of Business Enterprise (1904), sua principal obra econômica.

“A Teoria da Classe Ociosa”
• • • • • • • Capítulo I: Introdução Capítulo II: Emulação pecuniária Capítulo III: Ócio conspícuo Capítulo IV: Consumo conspícuoCapítulo V: O padrão de vida pecuniário Capítulo VI: Regras pecuniárias do gosto Capítulo VII: O vestuário como expressão da cultura pecuniária

Capítulo II -

Emulação pecuniária

Baseia-se na evolução das sociedades humanas buscando o momento do aparecimento da instituição da classe ociosa, que para ele resulta do início da propriedade. A propriedade, gradualmente instituída como grau de riqueza doindivíduo, provoca nos hábitos sociais um comportamento de consumo competitivo, consequente do processo histórico do qual o

indivíduo procura se estabelecer no padrão social da classe
economicamente dominante e, por assim dizer, honrosa.

Capítulo III -

Ócio conspícuo

• Ócio – O não fazer nada; Negação de Atividade. • Conspícuo – Notável; Óbvio • Trabalho por necessidade Na pobreza, sem decisão,única forma. É honroso • Cultura predatória -> Fraqueza e a sujeição a um senhor • Necessidade de não apenas ser rico, mas parecer rico para os outros e geração de autossatisfação pela exibição. • Sentimento de Redução da Dignidade pelo pela mudança no padrão de vida em relação a concepção individual de vida descente • Repugnância instintiva por formas vulgares do trabalho (Enfadonho / Vil) Capítulo III -

Ócio conspícuo

• Prosperou pela Tradição e Acumulo de Propriedade (Escravos) • Formas de valorização e confirmação de Poder – Status • Ócio x Lazer – Sociologia Empírica do Lazer – Joffre Dumazedier

• Ócio/Lazer para a Dignidade
• Durante o estágio predatório, a distinção entre a classe ociosa e a classe trabalhadora era uma distinção apenas de cerimonial. Os homens capazes recusam-serigorosamente a participar de qualquer trabalho que, no seu entender, constitua tarefa enfadonha e vil; mas o seu trabalho, na realidade, contribui de modo apreciável para o sustento do grupo.

Capítulo IV -

Consumo conspícuo

• Conspícuo: termo criado por VEBLEN que descreve dispêndios não destinados ao conforto ou à utilidade mas, para propósitos puramente honoríficos, ou seja, seriam meios emodos mediante os quais pessoas possuidoras de excessos buscam impressionar as outras. • Consumo conspícuo são os gastos subordinados à ostentação, marca de um estilo de vida não relacionado à produtividade econômica.

Capítulo IV -

Consumo conspícuo

• Para o homem ocioso, o consumo conspícuo de bens valiosos é um instrumento de respeitabilidade. À medida que acumula riqueza, ele é incapaz,sozinho, de demonstrar a própria opulência pelo consumo conspícuo. Recorre, para evidenciar essa opulência, ao auxílio de amigos e concorrentes, dandolhes presentes valiosos e convidando-os para festas e divertimentos dispendiosos. • À medida que acumula riqueza, desenvolve-se a classe ociosa em suas funções e em sua estrutura, surgindo dentro dela uma divisão. Esta é baseada em um sistema mais...
tracking img