A teoria construtivista: uma nova maneira de pensar a aprendizagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1327 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL – ULBRA
CURSO DE PEDAGOGIA EMPRESARIAL
DISCIPLINA: ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO
PROFESSORA: MARIA JANINE DALPIAZ RESCHKE





Renato Pereira de Almeida




A Teoria Construtivista: uma nova maneira de pensar a aprendizagem




Gravataí
2007
RESUMO :


A proposta da teoria construtivista consiste em proporcionar aoaluno interagir, pensar, criar. Conhecer o que o aluno pensa e sente torna-se um facilitador no processo de aprendizagem. Baseado no autor Burke, o presente artigo tem por objetivo fazer uma reflexão critica utilizando-se das experiências apresentadas pelo mesmo, bem como dos princípios do construtivismo trazidas por Kamii. Deste modo, procurarei analisar como o professor pode (e deve) mudar suaforma de ensinar.

Palavras – chave: Construtivismo, aluno, professor, aprendizagem.














INTRODUÇÃO


Este artigo possui como objetivo fazer uma reflexão sobre construtivismo e como está teoria colabora no processo de aprendizagem dos alunos. Apresento primeiramente a noção de escola como construção da modernidade e suas funções sociais, procurandofazer uma reflexão de como a metodologia utilizada em sala de aula muitas vezes pode ser modificada.
Através da leitura do livro “O Professor Revolucionário : da Pré-escola à Universidade “ ¹ procurarei fazer uma análise da teoria construtivista apresentada pelo autor por meio de situações vivenciadas pelo mesmo nas escolas, de como modificações de ações cotidianas podemcontribuir para a aprendizagem, processo este estudado exaustivamente por Piaget.










____________________
¹ Através da leitura do capítulo 5 “Refletindo sobre experiências” e do capitulo 7 “Uma mudança de paradigma”, foram feitas as reflexões do presente artigo.
A ESCOLA E SUAS FUNÇÕES SOCIAIS


Quando pensamos em escola, muitas vezes imaginamos um espaçofísico adequado, profissionais capacitados e principalmente comprometidos com as suas funções, em suma um lugar para aprender. A escola tem por função “transmitir os conhecimentos”, durante muito tempo e ainda hoje continua sendo assim que a escola é vista como: um lugar para se ter acesso à cultura socialmente valorizada, tendo o papel de formar um cidadão e de constituir um sujeito socialmenteaceito.
Se em determinado momento histórico, a escola constituiu o acesso aos bens culturais privilegiados e valorizados, já que outros espaços sociais como as famílias contribuíam apenas para a formação dos sujeitos, os tempos modernos parecem ter confiando à escola a função de formação dos sujeitos, o que se transformou em um espaço social privilegiado de convivência e em pontode referência fundamental para a constituição das identidades de seus alunos.
A instituição social denominada escola é considerada segundo alguns autores como Xavier (2002), uma construção da modernidade. Sua invenção acabou transformando a educação num sinônimo de escolarização e fazendo dela um lugar privilegiado para a formação do sujeito moderno. A escola, surge porvolta do século XV, integrada ao conjunto das transformações sociais, econômicas e culturais que assinalam a emergência do mundo moderno.
Desta forma a escola configurou-se, então, como o lugar onde se disciplina e se forma as futuras gerações para atuarem na sociedade. Entre as diversas funções atribuídas a escola encontramos: a disciplina, a reprodução de normas, e atransmissão de cultura como aspecto fundamental de sua existência.
No momento atual, a escola está deixando de ser apenas o local onde se disciplina e se transmite o conhecimento, mas as características da contemporaneidade exigem uma revisão de sua função social e organizativa. Ela não está conseguindo proporcionar ao aluno ambientes formativos que favoreçam o cultivo de atitudes e...
tracking img