A teocracia bizantina

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1228 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A Teocracia Bizantina

O Império Romano foi certamente assediado por problemas constitucionais e militares, sociais e econômicos, os quais criavam o clima de desesperança e medo que os agravava, a perseguição a seitas como a dos cristãos fora parte de uma política que tinha em mente a unidade moral, calcula-se que na época do Edito de Milão em 313, quando foram concedidas à Igreja Cristãcompleta liberdade de culto e situação legalizada, o numero de cristãos não excedesse um sétimo da população do Império.
Sem reconhecimento legal, foi-lhes impossível fazer cumprir a uniformidade teológica ou a disciplina eclesiástica, o bispo da Antioquia era considerado o líder de todos os bispos das províncias asiática do império, cada um desses hierarcas procurava manter a disciplina e aconformidade de crença dentro de sua área, as seitas gnósticas já haviam sido excluídas da Igreja, o problema com os donatistas foi o da cisma, pois ninguém tocou na questão teológica subjacente, seria anulada a graça conferida a um bispo em sua sagração caso ele cometesse pecado mortal.
Ário foi um sacerdote alexandrino, extremamente eloqüente no púlpito por volta de 319, Ário prolongou a doutrina de queo Cristo não era eterno, mas que era fora criado por Deus como um instrumento para a criação e a redenção do mundo; a colocação do filho numa posição subordinada ao pai, Constantino interveio sugerindo que a palavra homoousios, “da mesma existência”, fosse inserida para descrever a relação do filho com o pai, não é de surpreender que o imperador se tornasse mais áspero e autocrático, inicialmenteera preciso justificar o império Romano, Filon havia mostrando que Roma trouxera a paz e a unidade ao mundo, gozando, portanto, das graças de Deus.
Ele agora era o rei sábio, imitação de Deus, cujos domínios poderiam então tornar-se a imitação do Céu; Eusébio simplesmente adotou as doutrinas de Diotógenes, Ecfantus e Plutarco, com modificações convenientes; o rei não é Deus entre os homens, massim o vice-rei de Deus, não é a encarnação do logos, mas matem uma relação especial com o logos; para fazer lembrar o imperador que, representasse Deus perante o povo, era também seu dever representar o povo perante Deus, Constâncio foi senhor do Império seu pai tentou arduamente realizar conciliações com a Igreja, o concilio confirmou o credo e a doutrina de Nicéia, e anatemizou todos aqueles quenão o afirmassem, quando porem o sucessor de Graciano no Ocidente, o próprio bispo encorajara seu rebanho a saquear, Ambrósio censurou publicamente o Imperador num sermão por imiscuir-se em assuntos sagrados.
Durante o século seguinte, esses grandes hierarcas receberam o título de patriarcas embora o Bispo de Roma preferisse chamar-se Papa e Bispo de Alexandria casse de si próprio Patriarca ePapa; Crisóstomo não foi um teólogo, mas sim um moralista, atacava a corte por motivos morais, tendo por isso o apoio da opinião popular a sua vitima não era o Imperador, mas a Imperatriz, que não mantinha uma oposição tão sacralizada, o Imperador era responsável em ouvir o clero em assuntos de moral.
O Imperador pensava de modo diverso, considerou necessária a realização de um concilio, a terlugar no Oriente, permitiu o encontro dos bispos novamente em Éfeso, concedendo o controle ao bispo de Alexandria, podia pensar que a autoridade imperial sobre a Igreja estivesse para sempre perdida; Marciano, um velho general foi o primeiro exemplo que mais tarde se tornaria uma pratica constitucional, na falta de um Imperador, a Imperatriz gozava de autoridade para transmitir o poder imperial;acordo como o de Constantino, não trouxe a paz e os bispos armênios, que chegaram ao concilio co atraso, recusaram-se a aceitar suas conclusões, problema teológico ainda precisava ser resolvido, porém, a opinião publica em Constantinopla estava agindo, e Roma mostrava-se furiosa.
Os Papas, embora antipatizassem com os godos arianos senhores da Itália, sentiam aversão ainda maior por um Imperador...
tracking img