A sociologia como uma ciência da sociedade. ciência social, teorias sociológicas e doutrinas.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1122 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A sociologia como uma ciência da sociedade. Ciência Social, teorias sociológicas e doutrinas.

Orson Camargo(
O conceito Sociologia foi criado pelo francês Auguste Comte em 1839. A própria etimologia da palavra revela a que se propõe o estudo sociológico. O termo Sociologia é formado pelo radical latino socio (refere-se à sociedade e implica o caráter empírico dessa ciência) e o radical gregologia (que lhe dá o aspecto teórico). Daí ser a Sociologia a ciência que se preocupa em criar teorias, generalizar o estudo sobre o homem em sociedade. Entendendo por sociedade um grupo de homens que vivem em interdependência.
O interesse da Sociologia remete ao estudo dos homens em formarem um determinado grupo, uma massa com o intuito de lutar, cooperar, imitar, divertir, mudar etc. umcomportamento cultural ou mesmo a própria cultura.
A Sociologia é uma ciência empírica e como tal o seu fundamento encontra-se na observação. Entretanto, somente com observações não é suficiente para fazer um estudo sociológico, é necessário ordená-las e isso se faz de duas maneiras: 1. Comparando semelhanças e diferenças; 2. Bem como classificando os grupos específicos.
Desde os primórdios os homensobservam a sociedade, os grupos e a maneira como os indivíduos vivem, mas a sistematização desse saber somente é edificada, a partir dos séculos XVIII e XIX. Nesses séculos surge uma ciência voltada exclusivamente para as relações sociais, pois as preocupações dos pensadores anteriores eram, como disse L. von Wiese, “política, em que não existe distinção suficiente entre Estado e a sociedade, ouética em vez do conhecimento empírico do social em si mesmo."
Sua origem se dá no século XVIII tendo, como fundadores, o abade de Saint-Pierre e GianBattista Vico. Ambos, - viam um progresso na história. Essa idéia influenciou vários pensadores em diversos países europeus.
Com o despertar do século XIX, surgem condições que influenciam decisivamente o nascer da sociologia: 1. as ciências naturaisdesenvolvem-se; 2. maior aplicação dos métodos positivos; 3. transformações políticas (Revolução Francesa); 4. transformações econômicas (Revolução Industrial).

São três os principais pensadores clássicos da Sociologia, a saber: Durkheim, Weber e Marx.
Émile Durkheim (1858-1917) foi o fundador da escola francesa de Sociologia, ao combinar a pesquisa empírica com a teoria sociológica. Ainda sob ainfluência positivista, lutou para fazer das Ciências Sociais uma disciplina rigorosamente científica. Durkheim entendia que a sociedade era um organismo que funcionava como um corpo, onde cada órgão tem uma função e depende dos outros para sobreviver. Ao seu olhar, o que importa é o indivíduo se sentir parte do todo, pois caso contrário ocorrerá anomalias sociais, deteriorando o tecido social.A diferença entre Comte e Durkheim é que o primeiro crê que se tudo estiver em ordem, isto é, organizado, a sociedade viverá bem, enquanto Durkheim entende que não se pode receitar os mesmos “remédios” que serviu a uma sociedade para resolver os “males” sociais de outras sociedades.
Para Durkheim, a Sociologia deve estudar os fatos sociais, os quais possuem três características: 1) coerçãosocial; 2) exterioridade; 3) poder de generalização. Os fatos sociais apresentam vida própria, sendo exteriores aos indivíduos e introjetados neles a ponto de virarem hábitos.
Pela sua perspectiva, o cientista social deve estudar a sociedade a partir de um distanciamento dela, sendo neutro, não se deixando influenciar por seus próprios preconceitos, valores, sentimentos etc.
A diferença básica entreMarx, Comte e Durkheim consiste basicamente em que os dois últimos entendem a sociedade como um organismo funcionando, suas partes se completando. Por outro lado, Marx afirma que a ordem constituída só é possível porque a classe dos trabalhadores é dominada pela classe dos capitalistas e propõe que a classe proletária (trabalhadores) deve se organizar, unir-se e inverter a ordem, ou seja, passar...
tracking img