A senhora

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 27 (6529 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
“A PAZ ESTÁ NA BOA EDUCAÇÃO”

OBRAS INDICADAS PELA COPEVE - UFPI
RESUMO DAS OBRAS

SENHORA José de Alencar

COLÉGIO PRO CAMPUS - “A PAZ ESTÁ NA BOA EDUCAÇÃO” - OBRAS INDICADAS - COPEVE - UFPI

“A PAZ ESTÁ NA BOA EDUCAÇÃO”

SENHORA
José de Alencar

LOCALIZAÇÃO DA OBRA NO ESTILO DE ÉPOCA Embora apresente alguns elementos característicos do Realismo, Senhora é um romance basicamenteromântico, como mostraremos neste primeiro Item. Dos prosadores românticos da literatura brasileira, Alencar sem dúvida avulta como o mais importante dentre eles, não só pelo seu nacionalismo, dando prioridade à temática brasileira como pelo seu estilo vigoroso, elegante e pomposo, que sobressai dentre seus contemporâneos. Sua obra de ficção é vasta e fecunda, onde avulta o romance como seuprincipal melo de expressão. Numa classificação mais ou menos pessoal, pode dividir os seus romances em quatro categorias: a) indianistas: O Guarani, Iracema, Ubirajara; b) históricos: As Minas de Prata, A Guerra dos Mascates, Alfarrábios (compõem-se de três narrativas menores: O Garatuja, O Ermitão da Glória e Alma de Lázaro); c) regionalistas: O Gaúcho, O Sertanejo, O Tronco do Ipê, Til; d) urbanos: AViuvinha, A Pata da Gazela, e os três seguintes que procuram delinear um perfil de mulher, onde se acha o nosso romance: Diva, A Pata da Gazela, Sonhos d'Ouro, Lucíola, Senhora, Encarnação (publicação póstuma). Os romances urbanos, que nos interessam mais de perto, têm corno cenário a corte, ou seja a cidade do Rio de Janeiro do Segundo Reinado... É neles que se mostram com maior evidência osingredientes amorosos românticos, como atesta o ferrenho alencariano, Oscar Mendes: "Como no período romântico não se compreendesse um romance que não tivesse uma intriga amorosa, todos os romances urbanos de Alencar são romances de amor, do amor, como entendia a mentalidade romântica da época, um amor, sublimado, idealizado, capaz de renúncias, de sacrifícios, de heroísmos e até de crimes, masredimindo-se pela própria força acrisoladora de sua intensidade e de sua paixão. Publicado em 1875, Senhora é um dos últimos romances de Alencar.

BIOGRAFIA DE JOSÉ DE ALENCAR José de Alencar, advogado, jornalista, político, orador, romancista e teatrólogo, nasceu em Mecejana, CE, em 1o de maio de 1829, e faleceu no Rio de Janeiro, RJ, em 12 de dezembro de 1877. É o patrono da Cadeira n. 23, porescolha de Machado de Assis. Era filho do padre, depois senador, José Martiniano de Alencar e de sua prima Ana Josefina de Alencar, com quem formara uma união socialmente bem aceita, desligando-se bem cedo de qualquer atividade sacerdotal; neto, pelo lado paterno, do comerciante português José Gonçalves dos Santos e de D. Bárbara de Alencar, matrona pernambucana que se consagraria heroína da revoluçãode 1817. Ela e o filho José Martiniano, então seminarista no Crato, passaram quatro anos presos na Bahia, por sua adesão ao movimento revolucionário irrompido em Pernambuco. As mais distantes reminiscências da infância do pequeno José mostram-no lendo velhos romances para a mãe e as tias, em contato com as cenas da vida sertaneja e da natureza brasileira e sob a influência do sentimento nativistaque lhe passava o pai revolucionário. Entre 1837-38, em companhia dos pais, viaja do Ceará à Bahia, pelo interior, e as impressões dessa viagem refletir-seiam mais tarde em sua obra de ficção.

www.procampus.com.br

2

procampus@procampus.com.br

COLÉGIO PRO CAMPUS - “A PAZ ESTÁ NA BOA EDUCAÇÃO” - OBRAS INDICADAS - COPEVE - UFPI

“A PAZ ESTÁ NA BOA EDUCAÇÃO”

Transferiu-se com afamília para o Rio de Janeiro, onde o pai desenvolveria carreira política e onde freqüentou o Colégio de Instrução Elementar. Em 1844 vai para São Paulo, onde permanece até 1850, terminando os preparatórios e cursando Direito, salvo o ano de 1847, em que faz o 3o ano na Faculdade de Olinda. Formado, começa a advogar no Rio e passa a colaborar no Correio Mercantil, convidado por Francisco Otaviano de...
tracking img