A revolta da vacina

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2528 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A Revolta da Vacina


Introdução

Rio de Janeiro. Avenidas largas e ensolaradas, paraíso de muitos turistas, um sonho tropical. Mas nem sempre a antiga capital do Brasil foi assim. No final do século XIX e início do século XX, o Rio era uma cidade de muitas epidemias. Para solucionar o problema, o governo impôs inúmeras normas autoritárias. Entre elas, encontrava-se a obrigatoriedade davacinação contra a varíola. Iniciava-se, assim, a conhecida, mas pouco compreendida, revolta da vacina.

O que foi


A revolta da vacina foi uma série de resistências por parte da população que transformou a cidade do Rio de Janeiro durante as primeiras semanas de Novembro de 1904 em um verdadeiro campo de batalhas onde de uma lado estava a população e de outro a polícia armada.


Ela foigerada por uma série de antecedentes, iniciando com o desejo de Rodrigues Alves de modernizar a cidade. Assim, ele destruiu cortiços e expulsou seus moradores para dar lugar a belas e amplas ruas, fato denominado de o “Bota abaixo”. Ainda havia a insatisfação do povo com os privilégios concedidos a determinadas classes, mas a gota d’água para a revolução aconteceu quando o sanitarista Oswaldo Cruz,com intuito de combater as doenças que assolavam o Rio, iniciou um processo de “código de torturas”(caçando ratos, entrando sem pedir permissão nas casas da população, etc.) e trouxe ao país a vacinação obrigatória.


A população, em virtude da falta de informações e conscientização, somados com os efeitos colaterais e a dor provocados pela vacina, se revoltou. Muitos políticos da oposiçãotentaram se aproveitar desta situação para seus próprios interesses, e alguns militares se esconderam por trás da revolta para realizar um golpe, em 15 de Novembro, o qual não teve êxito pois foi descoberto.


Também foi aberta a brecha que precisava para a culminação de manifestações, como as barricadas do Bairro da Saúde, liderada por Prata Preta, que lutavam pelo candomblé e pela capoeira –quequeriam ser abolidos pela república- e também “revidavam” por serem obrigadas a deixar sua casa e divertimento e por serem esquecidas pelos governantes em suas reformas urbanas.

O governo conseguiu conter a revolta, mas neste processo não houve vencedores. Este teve de ceder a lei de obrigatoriedade da vacinação e as condições de vida da população não melhoraram, sem contar no grande números demortes e feridos como resultado.

Antecedentes

Rodrigues Alves assumiu a Presidência do Brasil em 1902, e assumiu meta de seu governo o saneamento da cidade do Rio de Janeiro e sua modernização. Afinal, um país que buscava o progresso e o engrandecimento exterior não podia ter uma capital insalubre (algo que não é saudável).
Hoje, a Cidade Maravilhosa é famosa por suas belezas naturais, praiase sol; mas nem sempre foi assim. No início do século XX, o Rio de Janeiro se caracterizava por uma grande falta de urbanização e pela constante ocorrência de epidemias. Além disso, a população aumentava de modo desordenado. Sem ter onde morar, muitas pessoas se aglomeravam nos cortiços.
Rodrigo Alves não demorou a tomar providências; iniciou uma verdadeira cruzada contra a insalubridade do Riode Janeiro. Mesmo não sendo o primeiro a se preocupar com questões de saúde pública e reestruturação urbana no país (ainda no Reinado de Dom Pedro II houve investimentos nesta área) as preocupações com a saúde pública materializaram-se nas em suas mãos.
Para empreender a tarefa de modificar a cidade do Rio de Janeiro, esse presidente contou com dois importantes aliados: um engenheiro e um médicosanitarista. A tarefa de ambos era transformar a capital da República em uma “Paris dos Trópicos”. A urbanização ficou nas mãos de Francisco Pereira Passos; e as campanhas sanitaristas, nas de Oswaldo Cruz.
O Rio de Janeiro passou a sofrer profundas mudanças, com a derrubada de casarões e cortiços (vistos como locais propícios para doenças e prostituição) e o conseqüente despejo de seus...
tracking img