A reviravolta da johnson & johnson

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1261 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Hoje com o mundo globalizado, as empresas estão cada vez mais se tornando dependentes dos sistemas de informática, levando cada vez mais o trabalhador desta mesma empresa a qualificação profissional nesta área, porém apesar das vagas para deficientes estarem cada vez mais aumentando devido á programas do governo com parcerias com estas empresas, a parte de inclusão digital para deficientes estámuito defasada, devido á falta de preparo dos centros de treinamentos, e também até a falta de softwares específicos para o aprendizado dos deficientes, apesar de haver muitos softwares para deficientes, a maioria está em inglês, dificultando ainda mais o aprendizado dos mesmos.
Já que falamos tanto em melhorias na educação, por que não, enfatizar esta área, já que com o futuro a informáticavai ser essencial, tão importante quanto saber ler e escrever.

Justificativa

Esta pesquisa tem como objetivo contribuir em desenvolvimento, descobertas, e uso de softwares para a inclusão digital de portadores de deficiências, pois com o uso destes softwares ocorrera uma melhora não só profissionalmente como em termos de melhora e facilidades para o dia a dia.

Como este tema vemcrescendo aos poucos no mundo pude perceber que não existem livros específicos para tal assunto meu trabalho consiste em pesquisa de sites, jornais e outras fontes, como uma entrevista com dois deficientes.

Apesar de não muito divulgados aqui no Brasil tem cada vez mais softwares à disposição das pessoas com deficiências físicas, tanto auditivas como visuais entre outros.

Apresentarei aquialguns tipos de softwares e seus respectivos funcionamentos, gratuitos e pagos eles estão no mercado, a dificuldade maior hoje em dia para o uso destes softwares são a falta de informação tanto para quem necessita usá-los quanto a falta de informação até nas instituições de ensino, pois com os recursos disponíveis hoje em dia se tornou bem mais fácil realizar a inclusão digital para os deficientes,veremos à seguir alguns softwares e suas aplicações:

Deficientes Visuais: Novos softwares convertem textos em voz humana, a Itália Nova Editora está trazendo para o mercado nacional três softwares para lá de especiais. Desenvolvidos para auxiliar deficientes visuais, eles são capazes de criar uma nova forma de contato entre o usuário e os textos, seja transformando arquivos de texto em sons oupossibilitando ao deficiente fazer alterações nos arquivos. O Text to File transforma, em alguns segundos, textos escritos em Word em arquivos MP3 ou WAV. Também permite a gravação do áudio em CDs. De acordo com Massimiliano Pilotti, diretor da Itália Nova Editora, ele é perfeito para bibliotecas e livrarias que desejem oferecer seus livros em CDs para deficientes visuais. — Pesquisas indicam quecerca de 7% da população brasileira têm algum tipo de deficiência visual. Todo esse pessoal não pode ficar à margem da tecnologia. Os softwares podem ajudar a trazê-los para a leitura e para a informática — diz Massimiliano.

Já o TextVoice Speak 3 serve para leitura. Auxiliado por um scanner comum, o software faz o reconhecimento ótico de caracteres (OCR), transformando arquivos de textoescaneados também em arquivos de som, lidos com voz humana. Além disso, os deficientes visuais podem interagir com o texto, criando notas no texto que será escutado. — A diferença desses softwares para outros similares é que a síntese vocal foi elaborada a partir de fonemas humanos. Os produtos ainda só têm a opção de voz feminina, mas em breve teremos voz masculina — diz Cristina Santos, da Itália NovaEditora.

O terceiro software da família é o PocketVoice, desenvolvido para “ler” os menus de Pocket PCs. O programa permite que o usuário conjugue o uso do PDA com um celular dotado de tecnologia Bluetooth para realizar chamadas de voz através do programa.

Deficientes auditivos: Estrangeiros em seu próprio país. Essa é uma das definições do psicólogo da Universidade de Brasília (UnB)...
tracking img