A restauração da independência

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2708 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Índice

Introdução ………………………………………………………………………….….3
Crise de Sucessão ao trono ………………………………………………………...4
União Ibérica e a insatisfação do povo Português ……………………………….5
Início da Restauração da Independência …………………………………………7
Guerra da Restauração……………………………………………………………...8
Consequências da Restauração……………………………………………………11
A arquitectura da Restauração ….…………………………………………………13
Conclusão…………………………………………………………………………….15
Bibliografia ……………………………………………………………………………16
Anexos ….…………………………………………………………………………….17

Crise de sucessão ao trono

A batalha de Alcácer-Quibir foi uma grande batalha travada no norte de Marrocos perto da cidade de Ksar-El-Kebir em 4 de Agosto de 1578 A derrota portuguesa levou ao desaparecimento da maior parte nobreza do reino, incluindo o rei D. Sebastião quemesmo deixando como sucessor o seu tio-avô, o Cardeal D. Henrique, este veio a falecer sem descendência dois anos depois. Com o fim da descendência directa de João III de Portugal, havia quatro hipóteses de sucessão, Catarina de Portugal ou o seu filho Teodósio, António ou Filipe II de Espanha.
Filipe II de Espanha acabou por ser reconhecido como rei de Portugal, por ser o parente maispróximo nas Cortes de Tomar de 1581 e também beneficiava de vários factores como a força do exército, a fama de boa administração e os argumentos monetários (e também alguns subornos e ameaças militares) e não demorou muito a obter o apoio do alto clero, da maior parte da nobreza, dos intelectuais, dos burocratas e dos comerciantes. Até o duque de Bragança tiveram de se submeter e de aceitar acandidatura filipina.
Começaria assim a dinastia filipina em Portugal, que durou até 1640.

União Ibérica e a insatisfação do povo

Uma união ibérica tornava-se na altura uma ideia muito viável a nível económico, social e cultural e a nobreza portuguesa estava segura que não iria perder as suas regalias pois o Rei Filipe II concedeu os direitos pedidos pelos três estados. A nível económico e socialPortugal cresceu pois a troca de bens entre os países era muito mais facilitado e aliavam-se nas batalhas com os inimigos que possuíam (Franceses e Ingleses, e mais tarde os Holandeses).
A nível cultural, uma União Ibérica iria completar o crescente processo de castelhanização de que Portugal vinha sofrendo, da mesma forma que influências culturais portuguesas se assinalavam em Castela. Só em finaisdo século XV e durante todo o século XVI é que a maioria dos autores, cortesões e homens educados portugueses mostravam-se aptos para falar e escrever em castelhano, como é o caso de Gil Vicente, o criador do teatro nacional, que escreveu em castelhano cerca de um quarto das peças que realizou.
Deixando Portugal para não mais voltar em 1583, Filipe II nomeou Alberto, arquiduque de Áustria e seusobrinho favorito, a governar o país em seu nome. As normas específicas do governo ao país, entregues pelo monarca ao novo governador, confirmavam os artigos jurados em Tomar.
Depois de mais de dez anos de descalabro governativo, de actos irresponsáveis e de impostos crescentes o povo português parecia aceitar menos mal a perda da independência pois a boa administração de Filipe II soube minoraro problema. Em 1593 Alberto é chamado por Filipe II para Madrid, ficando Portugal novamente sem governador. O primeiro conselho de regentes durou até 1600, entretanto Filipe II morrerá em 1598 e Filipe III foi aclamado Rei. Em 1602 foram nomeados ministros castelhanos para o conselho de Portugal, violando os direitos de 1581, levando a uma insatisfação do povo português. Para apaziguar osdescontentes Filipe III vem para Portugal em 1619 onde esteve poucos meses e voltou para Espanha dando a regência do país a bispos e arcebispos que governavam o país na qualidade de vice-reis.
Filipe III morre em 1621 e o sucesso, Filipe IV, com apenas 16 anos confiou o governo a Gaspar Filipe de Guzmán, dando início ao declínio do poderio espanhol. Com o fim do tratado de paz de 12 anos entre a...
tracking img