A republica de platão

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2290 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO - A República de Platão é a obra mais extensa do autor. Foi elaborada ao longo de vários anos, pois nela já estão presentes as ideias mestras de seu sistema, como: Teoria do Mundo das Ideias; o Filósofo Rei, a imortalidade da alma, enfim. Seu estilo, como a maioria das demais obras de Platão, é o diálogo, isto é, um processo de discussão (dialética) através de perguntas e respostas como objetivo de atingir a verdade. A obra é composta por dez livros inicia-se e termina com a discussão em torno da justiça como virtude maior, na obtenção de um “Estado perfeito”.
Traduzida comumente pelo latim República (de respública = coisa pública), indica tudo aquilo que compõe a origem e organização da Polis, as suas leis, as formas de governo, enfim. Devido a essa abrangência designificados, os temas tratados na obra são os mais variados.
No século IV a.C., surgiu em Atenas a primeira concepção de sociedade perfeita que se conhece. Trata-se do diálogo A República (Politéia), escrito por Platão, o mais brilhante e conhecido discípulo de Sócrates.
Essa é a obra mais importante de Platão. Nela ele expõe suas principais ideias. Onde está descrito o Mito da Caverna, o que é umfilósofo e como é uma sociedade justa entre outras ideias. Em A República, Platão idealiza um estado ideal sustentado no conceito de justiça.

ESTADO IDEAL - Logo no inicio surge uma indagação: "Como seria uma cidade justa?”. Para responder a pergunta, Platão salienta que a justiça é uma relação entre indivíduos, e depende da organização social. Mais tarde fala que justiça é fazer aquilo que noscompete, de acordo com a nossa função. A justiça seria simples se os homens fossem simples. Os homens viveriam produzindo de acordo com as suas necessidades, trabalhando muito e sendo vegetarianos, tudo sem luxo. Para implantar seu sistema de governo, Platão imagina que deve-se começar da estaca zero. O primeiro passo seria tirar os filhos das suas mães.
Para começar essa sociedade ideal, comodissemos, deve-se tirar os filhos dos pais, para protegê-los dos maus hábitos. Nos primeiros dez anos, a educação será predominantemente física. Para contrabalançar com as atividades físicas, a música. Pois para Platão a música aperfeiçoa o espírito, cria um requinte de sentimento e molda o caráter, também restaura a saúde.
Depois dos dezesseis anos, essas práticas são abandonadas. Assim os membros dessacomunidade teriam uma base psicológica e fisiológica. A base moral será dada pela crença em Deus. Para Platão o que torna a nação forte seria Ele, pois ele pode dar conforto aos corações aflitos e coragem às almas. Platão admite que a crença em Deus não pode ser demonstrada, nem sua existência, mas fala que ela não faz mal, só bem.
Já aos vinte anos, chegará a hora da Grande Eliminação, um testeprático e teórico, daí começa a divisão por classes da República. Os que não passarem serão designados para o trabalho econômico. Depois de mais dez anos de educação e treinamento, outro teste. Os que passarem aprenderá o deleite da filosofia. Assim se dedicarão ao estudo da doutrina e do mundo das Ideias.
Depois de estudar a filosofia, aqueles que forem considerados aptos irão testar seusconhecimentos no mundo real, onde experimentarão os dissabores da vida, ganhando comida conforme o trabalho, experimentando a crua realidade. Aos cinquenta anos, os que sobreviverem tornaram-se os governantes do Estado.
Todos terão oportunidades iguais, mas na eliminação serão designados para classes diferentes. Os filósofos-reis não terão nenhum privilégio, tendo só os bens necessários, serãovegetarianos e dormirão no mesmo lugar. A procriação será para fins eugênicos, o sexo não será apenas por prazer. Haverá defensores contra inimigos externos, os guardiões, homens fortes, dedicados à comunidade. Não haverá diferença de oportunidade entre o sexo, sendo cada um designado a fazer uma tarefa de acordo com a sua capacidade.

Ele atenta para um problema muito preocupante em nossos dias: a...
tracking img