A representação da figura feminina nos contos de fadas tradicionais e contemporâneos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 24 (5810 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A REPRESENTAÇÃO DA FIGURA FEMININA NOS CONTOS DE FADAS TRADICIONAIS E CONTEMPORÂNEOS: UM CONTRAPONTO

O presente artigo se propõe a analisar como algumas personagens femininas são representadas nos contos de fadas – tradicionais e contemporâneos – e a questionar sobre a influência que essas personagens possam exercer sobre o comportamento infantil.
Souza (1996) ao pesquisar sobre o termo“conto de fadas” encontrou para a palavra “fada” de raiz grega, o significado daquilo que brilha. Da idéia de brilho e do radical, a palavra derivou para o latim fatum, que significa o destino humano. Dessa forma, as palavras: falar, fábula, fatalidade, fado e fada provêm da origem greco-latina. A autora aponta, ainda, para o emprego do termo, só popularizado e usado em fins do século XVII, quando osprimeiros compiladores de contos da tradição oral começaram a publicar suas coletâneas. A denominação “conto de fadas” passou então a se aplicar à espécie de narrativa em que o elemento maravilhoso interfere. Elemento esse, presente e indispensável às histórias de fadas, que têm encantado e fascinado crianças e adultos de todos os tempos.
O interesse de vários estudiosos - psicanalistas,sociólogos, antropólogos e psicólogos - pelos contos de fadas tem demonstrado a importância dessas narrativas para o desenvolvimento infantil. Segundo alguns psicanalistas, dentre eles, Betelheim (1980), a leitura e/ou escuta dos contos de fadas possibilitam ao sujeito, durante o seu desenvolvimento, a realização da integração entre fantasia e realidade, o que o auxilia na elaboração de seusconflitos internos. A psicóloga Sayão (2001) acrescenta que o adulto, ao contar histórias, demonstra, além de um ato de carinho, o reconhecimento de que a criança pode aprender muito, de modo lúdico e prazeroso, a respeito de tudo que a cerca. Pois a história infantil, além de estimular a imaginação da criança, ajuda-a a desenvolver seu intelecto, a tornar claras suas emoções, a se harmonizar com suasansiedades e aspirações, a reconhecer suas dificuldades e, ao mesmo tempo, a sugerir soluções para os problemas que a perturbam.
Dessa forma, o conto de fadas merece destaque na literatura infantil e deve ser alvo de interesse tanto dos pais, quanto dos professores. Esses educadores precisam conscientizar-se da importância desse gênero textual para o desenvolvimento da criança, porém, sem ter apreocupação em explicá-lo, mas ocupando-se em apenas lê-lo e/ou contá-lo ao público infantil, delegando à criança o papel de intérprete, de leitor criativo, de produtor de sentidos do texto que ouve/lê. Assim, alerta Bettelheim (1980: 27):
Explicar para uma criança porque um conto de fadas é tão cativante para ela, destrói, acima de tudo, o encantamento da história, que depende, em grauconsiderável, de a criança não saber absolutamente por que está maravilhada. E ao lado do confisco deste poder de encantar vai também uma perda do potencial da história em ajudar a criança a lutar por si só e dominar exclusivamente por si só o problema que fez a história estimulante para ela. As interpretações adultas, por mais corretas que sejam, roubam da criança a oportunidade de sentir que ela, por suaprópria conta, através de repetidas audições e de ruminar acerca da história, enfrentou com êxito uma situação difícil. Nós crescemos, encontramos sentido na vida e segurança em nós mesmos, por termos entendido ou resolvido problemas pessoais por nossa conta, e não por eles terem sido explicado por outros.

Os contos de fadas estão carregados de valores pertencentes ao contexto em que foramcriados, mas suas temáticas abordam questões consideradas universais e atemporais, como os conflitos familiares, as relações de poder, a formação de valores, em que realidade e fantasia sempre se intercalam. Por isso são tão interessantes, importantes e fascinantes, tanto no ambiente familiar, quanto na escola. Pois, ao ouvir e/ou ler histórias, a criança poderá estar fazendo associações entre...
tracking img