A razao

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2506 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CAPITULO 7 - OS VARIOS SENTIDOS DA PALAVRA RAZÃO.
Em nossa vida cotidiana, usamos a palavra Razão em muitos sentidos. Dizemos, por exemplo, '' Eu estou com toda a razão'', para significar que sabemos com certeza alguma coisa. Também dizemos que, num momento de fúria ou desespero, ''Alguém perde a razão'', como se a razão fosse alguma coisa que se pode ter ou não ter, possui e perde, ourecuperar, como na frase: '' Agora ela está lucida, recuperou a razão''.
Fazemos perguntas como: Qual a razão disso, querendo saber qual a causa de alguma coisa e, nesse caso, a razão parece ser alguma propriedade que as próprias coisas teriam, já que teriam uma causa. Assim, usamos a palavra razão para nos referirmos a motivos de alguém e também a causas de alguma coisa, de modo que tenho nos quanto àscoisas parecermos ser dotados de razão, mas em sentido diferente.
Esses poucos exemplos já nos mostram quantos sentidos diferentes a palavra razão possui: certeza, lucidez, motivo, causa. E todos esses sentidos encontram-se presentes quando a filosofia fala na razão.

RAZOE E RAZAO.

É muito conhecida a celebre frase de Pascal, filosofo francês do século XVII: '' O coração otem razoes que a razão desconhece ''. Nessa frase, a palavra razoe e razão não tem o mesmo significado. Razoes são os motivos do coração, enquanto razão é algo diferente de coração; este é o nome que damos às emoções e paixões, enquanto razão é o nome que damos a consciência intelectual e moral.
Assim, a frase de Pascoal pode ser traduzida da seguinte maneira: nossa vida emocional possui causas emotivos, que são as paixões ou os sentimentos, e que é diferente de nossa atividade consciente , seja como ativada intelectual, seja como atividade moral.
Por ser considerado um ''progresso'' o conhecimento cientifica e visto como algo que se realiza no tempo e é dotado de continuidade, demo do que a razão e concebida como temporal também, como capaz de aumentar seus conteúdos e suas capacidadesao longo do tempo.

CONSCIENCIA MORAL

Todos esses sentidos constituem a nossa ideia de razão. Nós a consideramos a consciência moral que observa paixões, orienta a vontade e oferece finalidade éticas para a ação. Nos os vemos como atividade intelectual de conhecimento da realidade natural, social, psicológica, histórica. Nos a concebemos segundo o ideal da clareza, da orientação e dorigor e precisão dos pensamentos e das palavras. Razão designa, portanto, as leis do pensamento e as leias da ação refletida.
Fala-se, portanto, em razão objetiva (a realidade é racial em si mesma) e em razão subjetiva (a é razão é uma capacidade intelectual e moral dos seres humanos). A razão objetiva é a afirmação de que o objeto do conhecimento ou a realidade é racional; a razão subjetiva éafirmação de que o sujeito do conhecimento e da ação é racional. Para muitos filósofos, a filosofia é o momento do encontro, do acordo e da harmonia entre as duas razoes ou racionalidades.

ORIGENS DA PALAVRA RAZAO

Na cultura da chamada sociedade ocidental, a palavra razão origina-se de duas fontes: a palavra latinha ratio e a parlara logos. Essas duas palavras sãosubstantivos derivados de dois verbos que tem um sentido muito parecido em latim e em grego.
Assim, na origem, razão é a capacidade intelectual para pensar e exprimir-se correta e claramente, para pensar e dizer as coisas tal como são. A razão é uma maneira de organizar a realidade pela qual esta se torna compreensível. É também a confiança de que podemos ordenar e organizar as coisas porque sãoorganizáveis, ordenáveis, compreensíveis nelas mesmas e por elas mesmas, isto é, as próprias coisas são racionais, estão ordenas e organizadas, estão articuladas e conectadas, são semelhantes ou diferentes, possuem identidade, etc.

OS PRINCIPIOS RACIONAIS

Desde seus primórdios, a filosofia considerou que a razão opera segundo certos princípios que ela própria estabelece e que estão em...
tracking img