A raiz da problematica ambiental

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3116 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A raiz da problematica ambiental

Fabio Bulin[1], Flávio Henrique[2], Kátia Salomão[3]

Resumo: Com a problemática ambiental ganhando destaque em todos os lugares, as interações entre a sociedade/natureza devem ser vistas como esperança de solucionar as questões atuais. A partir do século XX o homem buscou se alertar sobre a forma que natureza estava tomando, surgiram movimentos ecológicos ea consciência ambiental, a natureza passou a ser um bem indispensável à vida, ao crescimento e ao desenvolvimento. Uma nova visão da natureza foi estabelecida e o ser humano continua buscando a melhor forma de se interagir com a natureza de forma a não prejudicar o caminho das futuras gerações, através da sustentabilidade e da educação ambiental.

Palavras-chave: sociedade/natureza, consciênciaambiental, educação ambiental.

1 INTRODUÇÃO

Existe varias maneiras de interpretarmos as relações entre a sociedade e a natureza, uma delas é que o homem é o intruso, a natureza não necessita da intervenção do homem para continuar sua sobrevivência. Porem chegou ao ponto de que a natureza não se pode recuperar sozinha, necessitando uma ajuda do ser humano nos processos de recuperação erestauração natural.
O homem por sua vez sempre vê na natureza uma forma de ganhar, lucrar, se desenvolver. E onde se queria ajudar, acaba prejudicando mais ainda. Assim surge a necessidade de uma nova visão, uma nova postura, na qual o ser humano fará parte da natureza como objeto de interação. A tomada de consciência se inicia e vem trazendo consigo varias melhorias para o meioambiente, e para o ser humano.
Este artigo pretende demonstrar uma breve discussão sobre o modelo de desenvolvimento da sociedade contemporânea, que de modo inconsciente vem se desenvolvendo. Refletindo sobre a sustentabilidade dentro do âmbito da Educação ambiental.

2 SOCIEDADE E NATUREZA

Até o século XX a humanidade não se preocupava com a natureza, considerava esta como inesgotável,mas com a ocorrência de alguns desastres ambientais essa concepção começou a mudar.

Até então se acreditava que o crescimento econômico não tinha limites e que o desenvolvimento significava dominar a natureza e os homens. Entretanto, nos anos 60/70 percebeu-se que os recursos naturais são esgotáveis e que o crescimento sem limites começava a se revelar insustentável. Nestecontexto, emerge a necessidade de se elegerem novos valores e paradigmas capazes de romper com a dicotomia sociedade/natureza (Bernardes e Ferreira, 2007, p.17).

Porém há muito que se fazer para melhorar a relação sociedade/natureza, segundo Bernardes e Ferreira.

Cabe ressaltar que a compreensão das relações sociedade/natureza e da questão ambiental passa também peloconhecimento do processo de produção do espaço, já que a devastação do planeta pela técnica leva o homem a pensar na produção do espaço pela técnica (2007, p.18).

A dialética homem/natureza esta na base do processo de desenvolvimento e transformações das sociedades humanas, demonstrando a necessidade de considerarmos o espaço como um dos aspectos fundamentais da natureza segunda,conseqüência da pratica sobre a base material que constitui a natureza primeira.

2.1 Dialética da Relação Sociedade/Natureza

A produção é um processo que altera a natureza e é através do trabalho que o homem satisfaz suas necessidades. Ao atuar sobre a natureza, o trabalho produz não somente mudanças na forma da matéria, mas, também, um efeito simultâneo sobre o trabalhador. Havendo umintercambio orgânico em que o homem enforma a natureza ao mesmo tempo em que esta o enforma.

Nesse processo de metabolismo, a natureza se humaniza e o homem se naturaliza, estando à forma historicamente determinada em cada situação. Nesse nível, a troca material é uma relação do valor de uso e, desse modo, a natureza entra em relação com os seres humanos. O fato de homem viver da...
tracking img