A questão do trabalho no Brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3022 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de dezembro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução
A questão do trabalho do Brasil é algo que está estreitamente ligado ao envolvimento do país na trama internacional, desde que os portugueses chegaram a nossas terras, no século XVI. Isso porque, a “descoberta” do Brasil aconteceu quando os europeus navegavam os oceanos a procura de novas terras para explorar e de novos produtos para incorporar ao processo de desenvolvimento daeconomia mercantilista. A produção agrícola para a exportação e a presença da escravidão no Brasil também estão vinculados à vinda dos europeus, e é claro, todo o processo de industrialização-urbanização a partir de 1930 até hoje, influenciado pelos processos europeus e da América do Norte.
No final do século XIX, com a abolição da escravidão no Brasil encerrou-se um período de mais de 350 anos depredomínio do trabalho escravo. Portanto, nós só convivemos com a liberdade formal de trabalho há pouco mais de cem anos. Mas esse passado de escravidão continua influenciando nesse capítulo.
Neste trabalho iremos apresentar um pouco mais sobre essa questão do trabalho no Brasil, englobando como foram as primeiras décadas depois da escravidão, como está a situação nos últimos sessenta anos;abordando emprego e qualificação, o trabalho informal e o desemprego. Além de falarmos um pouco sobre o atual cenário do trabalho no Brasil, para abrangermos o tema do salário mínimo, o trabalho infantil e a “nova forma de trabalho escravo”.















As primeiras décadas depois da escravidão
Ainda antes do fim da escravidão, os ricos fazendeiros, principalmente os grandesproprietários paulistas, já procuravam trazer imigrantes para trabalhar em suas terras. Com a abolição da escravidão, a procura pela utilização da força de trabalho, agora legalmente livre e estrangeira, se tornou mais corriqueira.
Com o decorrer dos anos o número de importação de colonos para as terras dos grandes fazendeiros tornava-se cada vez maior. Um exemplo é o senador Vergueiro, importanteproprietário da região oeste de São Paulo que, em 1846, trouxe ao Brasil 364 famílias da Alemanha e da Suíça. Em 1852, importou mais 1,5 mil colonos e, depois, propôs-se trazer mais mil colonos por ano. A prática recebia ajuda financeira do governo da província de São Paulo, na qual arcava com o custo da importação e ainda auxiliava as empresas agenciadoras de mão de obra estrangeira.
Essesistema de trabalho ficou conhecido como colonato, pois as famílias que aqui chegavam assinavam um contrato que apresentava os seguintes termos: o fazendeiro adiantava uma quantia necessária ao transporte e aos gastos inicias de instalação e sobrevivência dos colonos e de sua família. Estes, por sua vez, deviam trabalhar na colheita pés de café, e no final da safra, seria feita uma divisão como oproprietário. Contudo, os colonos eram obrigados a pagar juros pelo adiantamento e não podiam sair da fazenda enquanto não houvesse saldado sua dívida, algo que demorava muito, uma vez que esse adiantamento era sempre maior que os lucros obtidos no café. Assim se criava o que passou a ser conhecido como "parceria de endividamento", porque o colono não conseguia pagar a dívida contraída com ofazendeiro. As experiências iniciais do colonato não foram bem-sucedidas, pois os colonos não aceitavam tanta exploração e muitas vezes fugiam da fazenda ou se revoltavam contra o sistema.
A maioria dessas pessoas que chegavam ao Brasil, como vimos, foi trabalhar no campo, mas outras se estabeleceram nas cidades, como São Paulo e Rio de Janeiro, onde trabalhavam nas indústrias nascentes, no pequenocomércio e como vendedores ambulantes de todo tipo de mercadoria. As condições de vida desses trabalhadores eram precárias, além de que o nível de exploração nas fábricas era muito grande, fatos estes que fizeram os operários trataram de se organizar em associações e sindicatos.
A partir dos primeiros anos do século XX, os trabalhadores urbanos passaram a reivindicar melhores condições de...
tracking img