A psicologia e sua importância para o direito

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2261 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A psicologia jurídica compreende o estudo, a explicação, a avaliação, a prevenção, a assessoria e o tratamento dos fenômenos psicológicos, comportamentais e relacionais que incidem no comportamento legal das pessoas. Para tal, recorre aos métodos próprios da psicologia científica.
A psicologia jurídica é, em suma, uma área de trabalho cujo objeto de estudo é o comportamento dos atores jurídicosno âmbito do direito, da lei e da justiça. Trata-se de uma disciplina reconhecida por associações e organizações de todo o mundo.
Entre as funções do psicólogo jurídico, destacam-se a avaliação e o diagnóstico das condições psicológicas dos atores jurídicos; a assessoria aos órgãos judiciais relativamente a questões próprias da sua área; a concepção e a realização de programas para a prevenção, otratamento, a reabilitação e a integração dos actores jurídicos na comunidade ou no meio penitenciário; a formação de profissionais do sistema legal em conteúdos e técnicas psicológicas úteis ao seu trabalho; as campanhas de prevenção social contra a criminalidade; e a assistência às vítimas para melhorar a sua qualidade de vida.

A Psicologia e sua importância para o direito
Vários estudiososdefinem a psicologia atualmente como um estudo detalhado e de caráter científico do comportamento humano. Sendo o último, aquilo que caracteriza as ações do ser humano, compreende o falar, o caminhar, ler, escrever e etc. Mesmo existindo certa riqueza nos campos da psicologia, especificamente nas áreas práticas e de pesquisas a ciência é uma só, expressando-se através de diferentes linguagens. A psicologia vem mesclada com a filosofia e com a religião, ela não nasceu científica. Possuindo um breve histórico. Contudo o Direito e a Psicologia possuem caminho em comum, ambos tratam do comportamento humano. Sendo o Direito o conjunto de regras para regular este comportamento descrevendo a conduta e forma de solucionar conflitos enquanto a psicologia tenta compreender as reações biológicas,comportamentais e de processos mentais.
No direito é uma disciplina aplicada e prática estudando as normas jurídicas enquanto estímulos vetores das condutas humanas. Logo, compreende o estudo de comportamentos individuais ou em grupos quando se desenvolve em ambientes regulados pelo Direito e até mesmo a evolução de tais normas dentro da sociedade. Assim, este estudo exerce grande influência eimportância no que diz respeito ao assessoramento legislativo, contribuindo na elaboração de leis mais adequadas à sociedade, e no assessoramento judicial, colaborando com o sistema de administração da Justiça.
Entretanto a psicologia Jurídica, não é apenas um instrumento a serviço do jurídico. Analisa as relações sociais, muitas das quais não chegaram a serem selecionadas pelo legislador. Isto é,permanecem sem incidência normativa e constituem a grande maioria de nossos comportamentos sociais. Embora tenha adquirido popularidade nos últimos anos, continua a ser uma disciplina ainda por fazer. Permanecendo ainda longe de qualquer interferência no processo dos fundamentos do direito. 
A verdade é que independente da nomenclatura existente seja psicologia jurídica, ou mesmo, PsicologiaForense (Argentina) nos referimos á uma área que possui uma perspectiva que resulta num conhecimento específico, com o olhar e análise por todo conhecimento produzido pela ciência psicológica.
Como menciona Fátima França em sua obra “Reflexões sobre Psicologia Jurídica e seu Panorama no Brasil” e Jorge Trindade em “Manual de Psicologia Jurídica para Operadores do Direito” é necessário que seja feitoum redimensionamento à compreensão do agir humano. A Psicologia Jurídica precisa de intervenções. Deve usar também como objeto de estudos as conseqüências das ações jurídicas sobre o indivíduo.
Assim ao advogado ela pode oferecer, enquanto profissional e pessoa humana, informações para as decisões judiciais. Logo, Direito e psicologia podem ajudar a promover um mundo melhor.
Esta união de...
tracking img