A poesia de gilka machado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1749 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
É unanime entre teóricos e críticos literários que o pré-modernismo brasileiro é um conceito abstrato, que se relaciona mais ao período histórico do que com a estética. A produção artística que antecede a Semana de Arte Moderna de 1922 é marcada pela “coexistência dos frutos finais do simbolismo e parnasianismo e de novas tendências” (Bueno, 2007) que começam a chegar e despontar no Brasil. Bosi(1974) afirma que as obras são “pontilhadas pela crítica de ‘neos’ – neoparnasianas, neo-simbolistas, neo-românticas” (p343). Tasso da Silveira, um dos poetas desta época, propõe o uso do termo Sincretismo para definir o período (Bueno, 2007).
De fato o pré-modernismo é um período sincrético, pois além de ser marcado pela presença de diferentes tendências e estilos literários, como os poetasparnasianos e simbolistas, que continuavam a produzir, como Raul de Leoni e Gilka Machado; escritores que desenvolvem um novo regionalismo, iniciando uma literatura política, como Euclides da Cunha, Lima Barreto e Graça Aranha; e outros com propostas inovadoras, como Augusto dos Anjos. É também o momento em que se inicia o rompimento com a belle époque e preocupa-se em revelar a real situaçãopolítica e social do Brasil (Bosi, 1974).
Por não se tratar de um estilo, não é possível traçar características claras das obras produzidas. Mas, por exemplo, existe certa homogeneidade quanto ao emprego de uma linguagem ‘menos poética’: como o emprego das palavras ‘escarro’, ‘cuspe’, ‘baba’. É o que se vê principalmente em Augusto dos Anjos, e também em Gilka Machado.
Gilka Machado é uma poetisabrasileira nascida no Rio de Janeiro em 1893, filha da atiz de teatro e rádio teatro Thereza Christina Moniz da Costa, foi casada com o também poeta Rodolfo Machado e tiveram dois filhos, Hélio e Heros, que viria ser uma grande bailarina e pesquisadora sobra dança. Escreveu poemas desde criança e publicou seu primeiro livro Cristais Partidos em 1915 (Gotlib). Está, portanto, ligada ao pré-modernismotanto pelo sincretismo de sua obra, por aliar os valores simbolistas a uma temática erótica e feminista, como pelo fator temporal.
Gilka Machado não aparece como grande expoente deste momento histórico é muitas vezes esquecida ou lembrada apenas por sua produção erótica. Maria do Socorro Pinheiro faz o seguinte levantamento sobre a classificação da obra de Gilka:
“... críticos como AndradeMuricy (1973) inclui a poesia de Gilka no seu Panorama do Movimento Simbolista Brasileiro, elevando-a a categoria de maior poetisa simbolista. Péricles Eugenio da Silva Ramos (1965) em Poesia Simbolista - Antologia a coloca na segunda geração simbolista ao lado de Hermes Fontes, Ernani Rosas, Raul de Leoni, Onestaldo de Pennafort e Rodrigo Otávio Filho. Na obra Evolução da poesia brasileira, Gilkaaparece entre as poetizas do segundo parnasianismo... No terreno da historiografia literária as alusões à obra de Gilka são concisas, como também os estudos. Em A Literatura no Brasil dirigida por Afrânio Coutinho (1997), Darci Damasceno lhe dedica um minúsculo parágrafo, relatando ser a poesia de Gilka um reflexo simbolista no período de transição. Alfredo Bosi (2001) não menciona a poeta na suaHistória Concisa da Literatura Brasileira. Por outro lado, Massaud Moisés comenta em uma página e meia a poesia de Gilka...” (Pinheiro, 2012, p25)

Como afirmam alguns críticos e historiadores, as primeiras obras de Gilka Machado se relacionam a estética simbolista. Em muitos poemas, assim como os poetas simbolistas, se aproximando bastante da obra de Raimundo Correa, a poetisa tenta recriarplasticamente uma cena. Os recursos simbolistas como a estimulação de sentidos humanos através da sinestesia, o uso continuado das aliterações e a sugestão do que seria o objeto, uma impressão, se opondo a descrição do objeto tal como ele é, são recorrentes nestas primeiras produções da autora. Observa-se também grande apego a forma, percebido na “organização dos versos, nos recursos sonoros, na...
tracking img