A pequena empresa e o uso da tecnologia de informação

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 9 (2101 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 19 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Sumário

- Introdução.....................................................................................01

- Definição dos quatro fatores vitais da informação........................02

- Possibilidade de ganho com o uso correto da informação............04

- Estágios de TI na empresa............................................................04

- Impactos sobre a produtividade daempresa com o uso da TI.....06

- Objetivos operacionais de TI.......................................................07

- Grupos de gestão que dependem diretamente de TI.....................08

- Referências...................................................................................09

INTRODUÇÃO

A Tecnologia da Informação (TI) pode ser definida como um conjunto de todas asatividades e soluções providas por recursos de computação.
Também é comumente utilizado para designar o conjunto de recursos não humanos dedicados ao armazenamento, processamento e comunicação da informação, bem como o modo como esses recursos estão organizados em um sistema capaz de executar um conjunto de tarefas
Pequenas, médias e grandes empresas dependem dela para alcançar maior produtividadee competitividade. Através de passos simples ensinados por empresas do ramo, muitas alcançam sucesso e alavancam maiores rendimentos
A TI é algo cada vez mais comum no dia-a-dia das pessoas e das empresas. Tudo gira em torno da informação. Portanto, quem souber reconhecer a importância disso, certamente se tornará um profissional com qualificação para as necessidades do mercado. Da mesma forma,a empresa que melhor conseguir lidar com a informação, certamente terá vantagens competitivas em relação aos concorrentes.

A) Definição dos quatro fatores vitais da informação
Qualidade da Informação
A era da informação parece ter condenado legiões de cidadãos a depender a algo que é intangível, inodoro, invisível e de difícil quantificação ou valorização. A esta visão pessimista enegativista opõe-se uma outra, produto das mesmas sementes, de uma sociedade mais produtiva e mais cuidadosa para com os seus, ao disponibilizar o que mais de essencial existe para a nossa atuação: a informação. Algures nomeio está a verdade de cada um.

Ao emergir destas especulações, vemos um conjunto de ferramentas que possibilitam o acesso
cada vez mais rápido e eficiente a grandes volumes deinformação em vários formatos, como a imagem ou o vídeo, e não limitado por questões geográficas ou temporais. São colocadas ao dispor das organizações e dos indivíduos ferramentas para que os seus objetivos sejam alcançados da forma mais eficiente e eficaz possível.

Não que a informação seja uma novidade, até porque faz parte da própria essência das
organizações, mas só nos últimos anos é que sereconheceu a sua importância estratégica. O seu reconhecimento como um recurso significa que esta terá que ser gerida como tal, que será necessária a existência de uma estrutura capaz de assegurar que a informação esteja disponível no momento, na forma e na quantidade desejável para os seus consumidores, ou seja, que tenha qualidade.

Todas as decisões que se tomam são baseadas num conjunto deinformação que está disponível no processo de tomada de decisão, algo que faz depender a decisão final das características da informação. Informação com insuficiente qualidade não produzirá uma decisão adequada que, quando aplicada, produza os resultados esperados.

Definem qualidade como “fitness for use”. Apesar de muitas outras definições existirem, esta possui a vantagem de ser simples eexplícita num aspecto extremamente importante da qualidade, que é o fato da qualidade não existir por si só nas características intrínsecas dos “objetos”, mas na utilização ou aplicação desses objetos.

Assim como a qualidade de um carro só pode ser sentida por quem o usa, a qualidade da informação só pode ser avaliada por quem a consome, e só terá qualidade se quem a consome a considerar como...
tracking img