A paixão de cristo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1066 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Técnica do Filme A Paixão de Cristo:
Filme: A Paixão de Cristo
Título original: The Passion of the Christ
País: EUA
Idioma: Aramaico | Grego
Ano: 2004
Direcção: Mel Gibson
Roteiro: Mel Gibson e Benedict Fitzgerald
Elenco: James Caviezel, Maia Morgenstern, Hristo Jivkov, Francesco De Vito, Monica Bellucci, Mattia Sbragia, Toni Bertorelli, Luca Lionello, entre outros.

A Paixão de Cristo(The Passion of the Christ) é um filme norte-americano de 2004, do género drama bíblico, dirigido por Mel Gibson.
O drama relata, de maneira relativamente fiel às escrituras cristãs, as últimas doze horas da vida de Jesus Cristo, antes da crucificação.

Trabalho realizado por: Ana Silva – Nº 20110085
Sara Soares – Nº 20110087Tânia Saraiva – Nº 20110129

Curso/Turma: Marketing e Publicidade A1
Professora: Anabela Couto

Crítica:
A Paixão de Cristo é um óptimo exemplo de como um director pode manipular os seus espectadores, utilizando uma linguagem super-dramática em momentos-chave de uma história. E essa, claro, não é uma história qualquer: ela tem apelo quase universal. Mais um motivo para seaproveitar do público. Não é um ponto exactamente negativo, afinal uma das principais características do cinema é encantar, exibir na tela imagens que toquem o coração do espectador. Jesus a cair em câmara lenta é, sem dúvida, uma imagem de impacto na cabeça de um público que deseja ser entretido e emocionado.
A prova disso é que este foi o filme onde mais gente abandonou uma sessão. O grafismoé assustador. Dizem que Jesus veio ao mundo para nos salvar pelo seu sofrimento, então só devemos mesmo agradecer, porque nenhum ser humano “normal” conseguiria aguentar metade do que esse homem sofreu. A violência é exagerada ao longo de 50 minutos de filme. É preciso ter estômago forte.
No final das contas, independente de saber ou não que se está a assistir a uma manipulação deliberada, ficadifícil conter a emoção. Mesmo vencendo a câmara lenta, a trilha sonora cuidadosamente executada, a mensagem ainda fica, essa trilha sonora ajuda na super-dramatização.
Neste filme são minimizadas as lições de amizade, perdão e esperança presentes na Bíblia e dá prioridade à questão do flagelo.
A Paixão de Cristo não é um mau filme, bem pelo contrário, tem mais qualidades que defeitos. Só queesses defeitos são fortes demais para se deixar passar.
O elenco faz o que pode para ilustrar toda a dor. Monica Bellucci está maravilhosa mesmo com trajes bem simples e de expressão sofrida, provando ser uma excelente actriz . Jim Caviezel que interpreta Jesus está inacreditável, passando a paz que o personagem exigia de maneira brilhante, o seu modo de olhar, de se mexer, de reagir a tudo o queacontece ao seu redor... Mesmo com as limitações do roteiro, ele mostrou um talento incrível com poucos recursos e muito realismo.
Não aconselho A Paixão de Cristo para quem tiver estômago fraco ou é religioso demais com problemas de coração, pois realmente o filme é pesado e pode acarretar problemas. Mel Gibson não nos poupa de nada, afinal, estamos a falar de uma crucificação mas esqueceu-se decontar a história.
O final do filme é extremamente lindo e realmente transmite bem-estar, ainda mais depois de tudo o que tínhamos acabado de ver.
O que faria do filme de Mel Gibson algo tão superior a esses filmes, a ponto de mobilizar milhões de pessoas ao redor do mundo em discussões ferventes sobre o tema e afins. Pois bem, a resposta é óbvia: Mel Gibson demonstrou entender muito bem alinguagem cinematográfica e sabe o que pode encantar os espectadores, de modo geral o extremo realismo que Gibson colocou no filme. Os personagens falam latim e aramaico - tirando aquela sensação estranha de ver Jesus a falar inglês, ou português. O Cristo interpretado por Jim Caviezel, ainda no meio dos suplícios aos quais é submetido, está irreconhecível. A violência é brutal e chocante, mas não...
tracking img