A origem das especies

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 806 (201429 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
http://groups-beta.google.com/group/digitalsource

Charles Darwin Origem das espécies

Tradução de Joaquim Dá Mesquita Paul

Médico e Professor Variação das espécies no estado doméstico. Variação no estado natural. - A luta pela existência. - Concorrência universal. - A luta pela vida é muito encarniçada entre os indivíduos e as variedades da mesma espécie. - A selecção natural ou apersistência do mais apto. - Selecção sexual. - Lei da variação. - Hipótese da descendência. - Objecções à teoria da selecção natural. - Instinto. - Conclusão.

LELLO & IRMÃO - EDITORES 144, Rua das Carmelitas -PORTO

«Quanto ao mundo material, podemos pelo menos Ir até à conclusão de que os factos se não produzem em consequência da intervenção isolada do poder divino, manifestando-se em cada casoparticular, mas antes pela acção das leis gerais.» WHEWELL, «Bridgewater Treatises».

«O único sentido preciso da palavra «natural» é a qualidade de ser «estabelecido, fixo ou estável»; por isso tudo o que é natural exige e supõe qualquer factor inteligente para o tornar tal, Isto é, para o produzir continuamente ou em intervalos determinados, enquanto que tudo o que é sobrenatural oumiraculoso é produzido uma só vez, e de um só golpe.» BUTLER, «Analogy of Revealeci Religion».

«Para concluir, não deixeis crer ou sustentar, devido a uma ideia muito acentuada da fraqueza humana ou a uma moderação mal entendida, que o homem pode ir longe ou ser instruído com a palavra de Deus, ou com a do livro das obras de Deus, isto é, em religião ou em filosofia; mas que todo o homem se esforce porprogredir cada vez mais numa e noutra, e tirando disto vantagem sem jamais Parar.» BACON, «Advancement of Learning».

Notícia histórica com respeito aos progressos da opinião pública à origem das espécies antes da publicação da primeira edição inglesa da presente obra
Proponho-me noticiar a largos traços o progresso da opinião relativamente à origem das espécies. Até há bem pouco tempo, amaior parte dos naturalistas supunha que as espécies eram produções imutáveis criadas separadamente. Numerosos sábios defenderam habilmente esta hipótese. Outros, pelo contrário, admitiam que as espécies provinham de formas preexistentes por intermédio de geração regular. Pondo de lado as alusões que, a tal respeito, se encontram nos autores antigos,1 Buffon foi o primeiro que, nos tempos modernos,tratou este assunto de um modo essencialmente científico. Todavia, como as suas opiniões variavam muito de época para época, e não trata nem das causas, nem dos meios de transformação da espécie, (1) Aristóteles. nas suas «PhysIcae Auscultationes» (lib. II, cap. VIII, 2), depois de ter notado que a chuva não cai para fazer crescer o trigo como não cai para o deteriorar quando o rendeiro o bate naseiras, aplica o mesmo argumento aos organismos e acrescenta (foi M. Clair Grece que me notou esta passagem): «Qual a razão por que as diferentes partes (do corpo) não teriam na natureza estas relações puramente acidentais? Os dentes, por exemplo, crescem necessariamente incisivos na parte anterior da boca, para dividir os alimentos; os maiores, planos, servem para mastigar; portanto não foramfeitos para este fim, e esta forma é o resultado de um acidente. O mesmo se diz para os outros órgãos que parecem adaptados a determinado acto. Por toda a parte, pois, todas as coisas reunidas (isto é, o conjunto das partes de um todo) são constituídas como se tivessem sido feitas com vista em algum desiderato; estas formas de uma maneira apropriada, por uma espontaneidade interna, são conservadas,enquanto que, no caso contrário, têm desaparecido e desaparecem ainda». Encontra-se aqui um esboço dos princípios da selecção natural; mas as observações sobre a conformação dos dentes indicam quão pouco Aristóteles compreendia estes princípios é inútil entrar aqui em maiores minudências a respeito dos seus trabalhos. Lamarek foi o primeiro que despertou pelas suas conclusões, um estudo sério sobre...
tracking img