A origem da sadcc

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2834 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução


SADCC foi criada em Lusaka, durante uma reunião de Chefes de Estado e de Governo dos ELF, aos quais se juntaram o Lesoto, Suazilândia e o Malawi e o recém- independente Zimbabwe. No fim do encontro, todos eles assinaram uma declaração intitulada África Austral Rumo à Independência Económica, a qual ficou conhecida como a Declaração deLusaka.

Subjacente à criação da SADCC estava a ideia dos estados membros de que não era possível continuar a oposição política à RAS, por via dos ELF, ao mesmo tempo que se colaborava economicamente com ela. A oposição ao regime sul-africano tinha que ser feita em todos os domínios. Assim, se os ELF eram vistos como a vertente política de combate ao apartheid, a SADCC passou a servista como a vertente económica. Ambas as organizações defendiam o mesmo objectivo, ou seja, o fim do apartheid.

No caso da SADCC, e pese embora se apresentasse como uma organização económica, a prioridade, ao nível dos seus objectivos, era política. Embora possa parecer como uma contradição, a verdade é que os objectivos económicos da SADCC só poderiam seralcançados se desaparecesse um grande obstáculo político que era o do apartheid. Nesse sentido, a grande prioridade da SADCC era contribuir para a eliminação desse obstáculo.






























Na Declaração de Lusaka, que serviu de documento base à nova organização, os estados signatários fizeram uma análise da situação económica da região. Alibertação económica foi identificada como condição indispensável para a total libertação política.

Ao nível dos objectivos, a SADCC pretendia alcançar os seguintes :

1. Redução da dependência económica, particularmente, mas não só em relação à RAS.

2. Criação de laços para uma genuína e equitativa integração regional.

3. Mobilização de recursos para promover a implementação daspolíticas nacionais, interestatais e regionais.

4. A acção concertada para garantir a cooperação internacional dentro do âmbito da estratégia de libertação económica definida.

Para além destes quatro objectivos explícitos, a SADCC tinha um quinto objectivo, este implícito, que visava o apoio aos movimentos de libertação que ainda actuavam na região, a SWAPO, o ANC e o PAC. Arazão pela qual este objectivo estava implícito, prendeu-se com a necessidade de não legitimar eventuais ataques sul-africanos, os quais poderiam ser justificados por Pretória, caso existisse uma determinação explícita da SADCC em se opor ao regime político sul-africano.

Com o objectivo de quebrar a dependência face à RAS, a SADCC elaborou um programa de desenvolvimentomultilateral, privilegiando o desenvolvimento do sector dos transportes e comunicações. A escolha deste sector, como prioridade máxima, deveu-se ao facto de entre os nove estados membros, seis não terem acesso ao mar .

Ao nível das trocas comerciais e por razões de sobrevivência, os membros da SADCC tinham duas hipóteses, ou promoviam os corredores regionais 234 ouutilizavam a rede de transportes da RAS, o que faria com que a sua dependência em relação a Pretória não só não diminuísse, como acabaria por aumentar, com todos os custos políticos inerentes.

Se, do ponto de vista da solidariedade política, a criação da SADCC fez sentido, do ponto de vista económico, o seu aparecimento foi nefasto para os estados membros. A ideia de se quereravançar para a integração regional era quase utópica, não só porque excluía a potência regional, a RAS, como contava com a oposição aberta desta. Independentemente de considerações políticas, qualquer esforço de integração regional naquela altura deveria contar
com a RAS, único estado da região com capacidade económica para servir de motor no
esforço de integração regional....
tracking img