A organização do ensino e o contexto sócio-político após 1930

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3973 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS

Programa de Pós-Graduação – Mestrado em Educação

Disciplina: ED311 - Política Educacional Brasileira

Profª Drª Mara R. M. Jacomeli

Elisabete Aparecida Rampini– RA: 085214

Em: 17/04/2009



LIVRO: A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO NO BRASIL – Otaíza de Oliveira Romanelli – Editora Vozes - 1978



CAPÍTULO IV – A ORGANIZAÇÃO DO ENSINO E O CONTEXTOSÓCIO-POLÍTICO APÓS 1930



Introdução

A autora inicia o capítulo 4, falando sobre as relações entre educação e desenvolvimento mostrando a distância de ambos pela própria necessidade de desenvolvimento e pela expansão da educação, no período posterior a 1930. Esta expansão sofreu muitas deficiências, pois não houve a preocupação com a qualidade da mesma, não houve encontro entre a demanda e aoferta, ambas caminharam em direções opostas.

Havia falhas entre educação e desenvolvimento, resultado das políticas causadas pelas lutas entre várias facções de camadas dominantes na estrutura do poder, principalmente quando a legislação de ensino impõe a sociedade suas formas dominantes.

Ela mostra as disputas que ocorreram entre as correntes conservadoras e oponentes a primeira, masdemonstra que sempre o lado das forças conservadoras levava vantagem no sistema educacional. A vantagem sobre as forças conservadoras trouxe formas de controle exercidos pela elite, em duas vertentes: um controle quantitativo ocasionado pelas forças legais: estrutura de ensino rígida, inelástica, seletiva e socialmente discriminante e a outra por rumos por quais deveria ser dar a expansão,favorecendo o ensino acadêmico em detrimento ao técnico profissionalizante.

Apresenta uma análise da evolução do sistema educacional brasileiro, classificando-o em três fases:



❖ 1930-1937 – período de atuação do Governo provisório e das lutas ideológicas sobre a forma como deveria assumir o regime. Na Educação houve a Reforma Francisco campos e o Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova.❖ 1937-1946 – período do Estado Novo e regime totalitário, na Educação houve a implementação das leis orgânicas do Ensino e a criação do SENAI e SENAC.
❖ 1946-1961 – período de ascensão do regime democrático e reinício das lutas ideológicas, na educação houve a criação da Lei 4.024 – Diretrizes e Bases da Educação Nacional.


FICHAMENTO A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO NO BRASIL



MOVIMENTORENOVADOR

O movimento renovador em 1924, no Rio de Janeiro, surgiu quando um grupo de educadores brasileiros que se reuniam para discutir sobre educação, com idéias renovadoras. A partir daí nasce a Associação Brasileira de Educação. Os componentes desse grupo eram: Heitor Lira, José Augusto, Antônio Carneiro Leão, Venâncio Filho, Everaldo Backeuser, Edgard Sussekind de Mendonça e Delgado deCarvalho, surge um movimento que tinha o objetivo de sensibilizar o poder público e classe de educadores sobre os problemas da Educação Brasileira, a Associação Brasileira não foi o ínicio do movimento, mas todavia a medida prática que impulsionou tal movimento.

Vieram influências de novas idéias sobre Educação dos Estados Unidos e Europa, onde o “Movimento de escola Nova” estava acontecendo.Vários livros chegaram ao Brasil sobre as idéias deste movimento que introduziu o olhar para o aspecto psicológico e sociológico. O pioneiro deste movimento foi Carneiro leão, que publicou um livro em 1909, intitulado como A Educação.

Em 1922, surgem as reformas estaduais de ensino, e já anunciavam as reformas nacionais que aconteceram a partir de 1930. Houve o início de uma luta ideológica queiria culminar com o “Manifesto dos Pioneiros da Educação Nacional”, em 1932. A Associação Brasileira de Educação se confrontavam no plano ideológico entre os: reformadores (movimento renovador) , os católicos que viam a interferência do Estado como uma ameaça ao monopólio e a laicidade uma afronta aos princípios católicos.







REFORMA FRANCISCO CAMPOS

O governo provisório...
tracking img