A organização do ensino e o contexto sócio-político após 1930

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS

Programa de Pós-Graduação – Mestrado em Educação

Disciplina: ED311 - Política Educacional Brasileira

Profª Drª Mara R. M. Jacomeli

Elisabete AparecidaRampini– RA: 085214

Em: 17/04/2009



LIVRO: A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO NO BRASIL – Otaíza de Oliveira Romanelli – Editora Vozes - 1978



CAPÍTULO IV – A ORGANIZAÇÃO DO ENSINO E O CONTEXTOSÓCIO-POLÍTICO APÓS 1930



Introdução

A autora inicia o capítulo 4, falando sobre as relações entre educação e desenvolvimento mostrando a distância de ambos pela própria necessidade dedesenvolvimento e pela expansão da educação, no período posterior a 1930. Esta expansão sofreu muitas deficiências, pois não houve a preocupação com a qualidade da mesma, não houve encontro entre a demanda e aoferta, ambas caminharam em direções opostas.

Havia falhas entre educação e desenvolvimento, resultado das políticas causadas pelas lutas entre várias facções de camadas dominantes na estrutura dopoder, principalmente quando a legislação de ensino impõe a sociedade suas formas dominantes.

Ela mostra as disputas que ocorreram entre as correntes conservadoras e oponentes a primeira, masdemonstra que sempre o lado das forças conservadoras levava vantagem no sistema educacional. A vantagem sobre as forças conservadoras trouxe formas de controle exercidos pela elite, em duas vertentes: umcontrole quantitativo ocasionado pelas forças legais: estrutura de ensino rígida, inelástica, seletiva e socialmente discriminante e a outra por rumos por quais deveria ser dar a expansão,favorecendo o ensino acadêmico em detrimento ao técnico profissionalizante.

Apresenta uma análise da evolução do sistema educacional brasileiro, classificando-o em três fases:



❖ 1930-1937 –período de atuação do Governo provisório e das lutas ideológicas sobre a forma como deveria assumir o regime. Na Educação houve a Reforma Francisco campos e o Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova....
tracking img