A oralidade e a escrita na eja

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 28 (6876 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO



1 . Fala e Escrita na perspectiva tradicionalista:


Muitas pesquisas têm sido feitas ultimamente acerca da língua falada, comparando-a com a modalidade escrita. Mas, apesar de todos esses estudos, ainda há muito a se pesquisar e discutir em relação a essas modalidades, tão distintas à primeira vista, mas ao mesmo tempo tão próximas.

Até mesmo as gramáticas abordam arelação fala/escrita dentro da perspectiva da modalidade escrita. Mostrando, dessa forma, uma visão preconceituosa da língua falada. Os gramáticos, na verdade, pensam a fala como o local do erro, equivocando-se em confundir a língua com a gramática codificada.

Mesmo com tantas pesquisas de qualidade sendo feitas na área do estudo da linguagem falada, a tradição normativa da Gramática Tradicional aindase preocupa, quase que exclusivamente, com o ensino e a descrição da norma escrita da língua.

Os pesquisadores da língua falada jamais disseram que era para descartar a língua escrita. O que disseram era que atingiríamos com mais eficácia a língua escrita se começássemos nossa prática escolar pela reflexão sobre a língua falada. O fato é que a língua falada é mais reveladora que a escritaquanto aos processos constitutivos da linguagem humana.

Assim empobrecida, a gramática se reduziu a um conjunto de cânones, que se deve decorar "para passar no concurso", "para passar no vestibular". Quer dizer, a gramática não tem mais um objetivo próprio, e ainda sobrevive porque alguns tradicionalistas elaboram provas cheias de regras gramaticais para selecionar candidatos, quer seja para umavaga na universidade, quer seja para um cargo público.



1. . Apresentação do problema:


O aproveitamento do conhecimento lingüístico de que o aluno já dispõe é uma ótima estratégia para diminuir a evasão escolar, uma vez que muitos alunos deixam a escola por desinteresse ao que está sendo ensinado. Através da língua falada poder-se-ia chegar à língua escrita,num percurso mais proveitoso, porque se partiria do que o aluno já sabe para se chegar a domínios por ele desconhecidos.

A identidade da sociedade está em sua língua. Se o estudante a vê respeitada e aproveitada na escola para o início de seu percurso, certamente terá maior prazer em conhecer melhor tudo o que se refere a sua língua e seu modo de se comunicar. Mas se isso não acontece, e lheapresentam uma linguagem que nada tem a ver com seu jeito de falar, além de dizer que sua linguagem está errada, ocorre uma catástrofe total. Portanto, aqui reside a maior importância da incorporação da língua falada no ensino.

Quando se fala não se prepara um rascunho, verbalizando um script depois de corrigido. Quando se fala, joga-se tudo para o ar, tanto o assunto da conversação quanto osprocessos de criação linguística que estão sendo desenvolvidos. Por isso, a reflexão sobre a linguagem é mais rica quando se parte da oralidade.

Já a língua escrita é uma transposição da oralidade, com direito a plano prévio, várias versões e muita borracha sobre o que não deu certo. Com isso, os caminhos da criação linguística são omitidos. Isso é ótimo para os grandes voos da arte literária edo raciocínio filosófico, e péssimo para quem quer refletir sobre a linguagem - a função maior de quem ensina a quem já fala a língua.

Outra coisa é substituir um belo percurso de descoberta científica em classe pelas falsas convicções da gramática escolar, que foi reduzida à uma observação estrita da norma escrita, isto é, a uma variedade apenas da língua.






1.2 . Objetivo doestudo:


O objetivo primeiro deste trabalho monográfico é demonstrar o espaço que a língua oral deve ter no ensino de língua portuguesa na educação de jovens e adultos, uma vez que os linguistas já constataram que “o texto escrito não é mais soberano” e que, tanto a língua falada, quanto a escrita “tem sua própria maneira de se organizar, desenvolver e transmitir informação, o que permite que...
tracking img