A onda

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1225 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O filme “A onda” (The wave) - 1981, baseado em uma história real que aconteceu na Califórnia – EUA, em 1967, tem início com o professor de história Burt Ross explicando aos seus alunos a atmosfera da Alemanha de 1930, a ascensão e o genocídio nazista. Os questionamentos dos alunos acerca do assunto e anotada falta de interesse de alguns pela aula levam o professor a realizar, ingenuamente e semque os estudantes percebam, uma arriscada experiência pedagógica em sala de aula, que consistem reproduzir algumas práticas nazistas, usando o slogan “Poder, Disciplina e Superioridade”, um símbolo gráfico para representar “A onda”, além de vestimentas uniformizadas e continências que lembravam a saudação nazista.
O objetivo do experimento era mostrar as vantagens da democracia, mas chega-se a umponto que o professor perde o controle da situação. Os alunos tornam-se fanáticos pelo movimento, passam a desejar fazer parte do grupo e a se comportar com obediência e submissão as regras de “A Onda”, sendo um comportamento recompensado, reforçando ainda mais as ações praticadas pelos seguidores. Isso é típico do caráter de influência social, quando a pessoa passa a se comportar de formasemelhante aos outros para se encaixar e fazer parte de um mesmo tipo de grupo. Ou seja, o evento comportamental se torna reforçador para a ação de outra pessoa, exemplificado no filme em vários momentos, como as saudações, o uso de uniformes, que eram elementos reforçadores para que outras pessoas tivessem o mesmo comportamento.

É perceptível a coesão do grupo formado por “A Onda”, os indivíduosenvolvidos estacionam e os processos de interação tornam-se circulares. Percebem-se as tipologias dos grupos em função de estágios alcançados pelo movimento, visto em LANE (2001): “O primeiro estágio seria o de grupo aglutinado, no qual há um líder que propõe ações conjuntas e do qual os membros esperam soluções” Nesta fase, o professor propõe o experimento aos alunos a fim de fazê-los alcançar osucesso através da disciplina. “Num segundo momento, temos o grupo possessivo, onde o líder se torna um coordenador de funções, e onde as tarefas exigem a participação de todos levando a maior interação e conhecimentos mútuos”, na qual Ross instiga os alunos a obedecerem as regras, ensinando-os como se comportarem, ajustando suas posturas, por exemplo. “Na terceira fase, temos o grupo coesivo, onde háuma aceitação mútua dos membros, o líder se mantém como coordenador e a ênfase do grupo está na manutenção da segurança conseguida, vista como um privilégio. É um grupo que tende a se fechar, evitando a entrada de novos elementos.”, os alunos, nesta fase já estão adeptos aos métodos utilizados pelo professor e sentem-se privilegiados de fazerem parte de “A Onda”, porém aqui, eles são instigados achamarem novos membros para o grupo a fim de tornar o movimento maior, mais abrangente. “ Por fim, temos o grupo independente, com a liderança amplamente distribuída, pois o grupo já acumulou experiências e aprendizagens; os recursos materiais aumentam e as metas fundamentais vão sendo alcançadas, surgindo novas metas que visam o desenvolvimento pleno dos membros e das pessoas que se relacionamcom o grupo. É um grupo onde as relações de dominação são minimizadas e a coordenação das atividades tende para a autogestão.”, esta é a fase na qual os estudantes já estão altamente acostumados com as regras e tornam-se lideres observadores do comportamento social dos outros membros e também das pessoas que não fazem parte do grupo, punindo aqueles que desobedecem as regras impostas.

Oprofessor Ross se declara o líder do movimento de “A onda”, exercendo alguns tipos de poder explanados em RODRIGUES (2007), como poder de recompensa, influenciando os alunos a obedecerem às regras para conseguirem o sucesso, o poder de coerção, punindo os integrantes que não cumpriam as normas, poder de legitimidade do tipo em que a legitimidade decorre da dependência, por parte do líder, da cooperação...
tracking img