A natureza juridica das multas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (675 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
2012

O Art. 3º do Código Tributário Nacional define o tributo como “toda prestação pecuniária compulsória, em moeda ou cujo valor nela se possa exprimir, que não constitua sanção de ato ilícito,instituída em lei e cobrada mediante atividade administrativa plenamente vinculada”.
A doutrina pátria apresenta uma gama de definições. A título de exemplo, Luciano Amaro citado por RicardoAlexandre¹ (2012 p.44) em sua literatura assevera tributo como “a prestação pecuniária não sancionatória de ato ilícito, instituída em lei e devida ao Estado ou a entidades não estatais de fins de interessepúblico”.
No mesmo sentido, o professor Eduardo Sabbag² ( 2012 p.378) em sua obra pontua, “o tributo é prestação pecuniária, isto é, a obrigação de prestar dinheiro ao Estado”.
A definição de tributotraz em seu bojo elementos essenciais que analisados em todos os seus aspectos permitem um perfeito entendimento acerca do instituto.
No tocante a multa, essa é uma sanção fiscal punitiva, derivadade uma infração com intuito de coibir o ato ilícito, sem qualquer relação com arrecadação, cobrada por descumprimento de uma obrigação tributária. Como o tributo, a multa é uma prestação pecuniáriacompulsória e constituem receitas derivadas do Estado.
Segundo Ricardo Alexandre, “a multa é por definição, justamente o que o tributo, também por definição, está proibido de ser: a sanção, apenalidade por um ato ilícito”.
No mesmo sentido explica Hugo de Brito Machado³ (2008) que o tributo se diferencia da multa justamente porque esta possui como hipótese da incidência um ato ilícito já aquelea hipótese de incidência é sempre um ato lícito.

O tributo não possui caráter sancionatório, tem a finalidade de arrecadar, intervir no domínio econômico, bem como intervir no plano social.
Comopreleciona Eduardo Sabbag, a multa deve estar prevista em lei, já que tal instituto compõe a reserva legal. O artigo 5º da CR dispõe acerca dessa legalidade.
No mesmo sentido reza o artigo 97, V...
tracking img